Fiat Scudo: versatilidade de utilitário e conforto de automóvel

Fiat Scudo: versatilidade de utilitário e conforto de automóvel

Avaliamos a versão de entrada, customizada com refrigeração da área de carga para transporte de hortifrutigranjeiros

Caminhão elétrico da Volkswagen estreia no Paraguai
Empresa do agro adota lona branca nos caminhões para preservar sementes
Iveco vai expandir a rede

Versatilidade é o ponto-forte do novo Scudo, o utilitário que a Fiat lançou no final de junho deste ano e que já teve quase 600 unidades vendidas, até outubro. O sucesso comercial do modelo, que se avizinha, mais do que se justifica. Embora seja um clone de seus irmãos do Grupo Stellantis, Peugeot Jumpy e Citroen Expert, o Scudo caiu como uma luva para os clientes que precisam de um veículo leve, ágil e eficiente, não tão compacto quanto o furgão Fiorino (com 3,3 m3 de capacidade de carga) e nem tão grande quanto o Ducato (com 8 a 15 m3), que já fazem parte do portfólio de veículos comerciais da Fiat. O Scudo mede 5,3m de comprimento, 1,94m de altura, tem capacidade volumétrica de carga de 6,1 m³, transporta objetos de até 2,8m de comprimento e 1,5 tonelada de peso, além de poder ser conduzido por motoristas com CNH Categoria B.

Líder de mercado no segmento de veículos comerciais com a picape Strada, com o Scudo a Fiat comprova mais uma vez que manja muito de utilitários e quer ampliar participação. ‘’Nosso objetivo agora é atingir 100% de cobertura do mercado de furgões’’, afirmou Herlander Zola, vice-presidente sênior da Fiat na América do Sul por ocasião do lançamento. O modelo está à venda em três versões –Cargo, Multiuso e elétrica– com preços a partir de R$ 194 mil e um amplo leque de aplicações. Montado no Uruguai sobre a mesma plataforma e com as mesmas dimensões do Jumpy e Expert, o novo furgão da Fiat oferece ótimos custos operacionais para atender as mais diversas aplicações de transporte urbano, mas vai muito além, com inúmeras possibilidades de transformações e customizações, capazes de satisfazer as exigências tanto dos trabalhadores independentes como dos gestores de frotas.

Customizações dedicadas

Versatilidade é a palavra-chave do Scudo. Desde o conceito de furgão multi-uso, até o desempenho e conforto de um veículo de passeio, o modelo se adequa a cada tipo de uso, como uma prática calça jeans veste um motorista. Comprovamos essas características rodando dez dias com um Scudo Cargo, customizado para transporte de hortifrutigranjeiros.

Tendo como principal diferencial em relação às outras versões, a unidade customizada para o transporte de frutas e legumes é equipada com um poderoso sistema de refrigeração na área de carga, independente da cabine. Com piso plano, porta lateral direita corrediça e portas traseiras com ângulo de abertura de 180 graus, todas dotadas de sistema de travamento mesmo quando o veículo está estacionado em subidas ou descidas, o Scudo facilita e otimiza o trabalho de carregar e descarregar.

Sem áreas envidraçadas, o amplo espaço da área de carga mantém os produtos protegidos da luz e calor, tornando o modelo excelente opção para serviços como o transporte de produtos perecíveis de last mile (transporte em que a mercadoria sai do centro de distribuição para o destino final) e uso por transportadoras e microempresários. Devidamente customizado, pode atender ainda como ambulância, pet shop móvel, oficina móvel, posto de serviço sobre rodas, loja e muito mais.

Automóvel de carga

Depois de conduzir diariamente o Scudo durante dez dias num percurso misto de estrada e cidade com trânsito intenso modelo deixou as melhores impressões. Rodamos quase sempre sem carga, é verdade, mas o conforto para o motorista e dois passageiros, a ergonomia da cabine e, principalmente, o desempenho, tanto na estrada quanto na cidade, foram surpreendentemente positivos.

O Fiat Scudo é construído sobre a plataforma EMP2, a mais flexível da Stellantis. Ela é segura, modular e muito eficiente, perfeita para um veículo de carga, mas que também proporciona o conforto e a segurança de um carro de passeio. Com ótima dirigibilidade, o modelo vem equipado com o motor 1.5l turbo diesel, que estreia em um Fiat. O propulsor tem 120 cv e torque de 300 Nm. Além de ser um motor com intercooler, ou seja, com maior capacidade de resfriamento, ele também é um propulsor de alto desempenho, que apresenta mais tecnologia, mais performance e menos consumo.

O câmbio manual de seis velocidades, com alavanca curta instalada no painel, tem engates macios e precisos. Com tanque de combustível de 69 litros a autonomia média anunciada pela Fiat é de 800 km e, na média geral durante os dez dias de percurso misto, alcançou surpreendente marca de 13,l km\l. De acordo com a legislação vigente, conta com tanquinho para AdBlue® (mistura de água e uréia – equivalente ao Arla 32) para tratar os gases de exaustão e reduzir a emissão de poluentes.

O modelo conta ainda com a função start/stop que contribui para a redução do consumo do combustível e traz menos ruído. Para completar, o Fiat Scudo é equipado com suspensão independente nas quatro rodas, que filtra bem as imperfeições da pista, ponto importante no transporte de produtos frágeis, como frutas e legumes.

De carga, mas confortável – Com um uso profissional diário de oito ou mais horas, o bem estar dentro do veículo é fundamental para quem o dirige. Assim, o Scudo traz um excelente nível de conforto e oferece uma experiência sem estresse no trabalho pelo uso de várias soluções, como piloto automático, posição de condução elevada, ajustes do banco, cinto e volante, assentos projetados para maior conforto, além de isolamento acústico.

O modelo conta com bom espaço e ergonomia planejada a bordo, além de acabamento e materiais superiores que não são comuns em veículos de trabalho, sendo planejado para gerar o máximo de produtividade mantendo a qualidade de vida. Traz ainda um item fundamental para quem trabalha com o veículo: o alerta de fadiga. Um aviso no painel é dado caso o motorista esteja rodando há mais de duas horas de condução com velocidade de 65 quilômetros por hora e sem pausa.

O painel do Fiat Scudo é moderno, com alavanca do câmbio incorporada a ele e controles bem posicionados para fácil alcance pelo motorista. O quadro de instrumentos digital de 3,5” conta com computador de bordo. Para completar, diversos porta-objetos são espalhados pela cabine em locais estratégicos, como abaixo do banco dos passageiros. Ao todo, são quase 42 litros de capacidade.

Por Ricardo Panessa, especial para a Agência Transporta Brasil.

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS