Amazon quer utilizar aeronaves como armazéns de produtos

Amazon quer utilizar aeronaves como armazéns de produtos

De acordo com patente, projeto pode servir de base para uma possível frota de drones

Número de passageiros no transporte aéreo doméstico atinge maior nível em dez anos
Nova pista de pouso do aeroporto de Macaé (RJ) entra em operação
Demanda doméstica por transporte aéreo de passageiros sobre 1,2% em maio

amazon-afc

A Amazon registrou uma patente com a intenção de utilizar aeronaves como armazéns de produtos e servir de base para sua frota de drones.

Conforme a ilustração, os drones podem ser lançados de centros de atendimento aéreos (airborne fulfillment centers, ou AFCs). Sendo assim, precisaria de muito menos energia do que se os drones tivessem de levantar do chão.

O AFC poderá ser um avião que plana a grande altitude, cerca de 13.700 metros. O reabastecimento de estoques seria efetuado por aeronaves menores, que estariam posicionadas em locais em que a empresa tivesse previsto que a demanda por determinado item ia aumentar.

A empresa pretende usar drones para fazer entregas já em 2017.

COMMENTS