Primeiro leilão de áreas portuárias ocorrerá nesta quarta-feira (9)

Serão arrendadas áreas de Santos (SP) e Vila do Conde (PA)

Três grandes consórcios disputam PPP da Tamoios
Triunfo vence leilão de concessão de 1.176,5 quilômetros de rodovias
Secretaria de Aviação Civil anula concessões de cinco aeroportos de SP

porto-itapoa-estrutura

Será realizado, nesta quarta-feira (9), o primeiro leilão para arrendamento de áreas portuárias, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo (SP). Quatro terminais terão a administração repassada à iniciativa privada: três em Santos (SP) e uma em Vila do Conde (PA). Ao todo, o Bloco I inclui 29 terminais, que serão licitados em duas fases.

+ CSN fecha acordo de 16 bilhões de dólares com asiáticos e cria novo consórcio minerador e de logística

Os leilões desta quarta-feira têm por objetivo o arrendamento de duas áreas e infraestruturas públicas para a movimentação e armazenagem de granéis sólidos vegetais, uma no Porto de Santos e outra no Porto de Vila do Conde, e mais duas áreas e infraestruturas públicas para movimentação e armazenagem de papel, celulose e carga geral, ambas localizadas dentro do porto santista. Segundo estimativas da SEP (Secretaria de Portos), as quatro áreas representam investimentos de R$ 1 bilhão de reais.

Conforme o edital do certame, vence a proposta com maior valor de outorga. Caso um ou mais arrendamentos recebam duas ou mais propostas, será realizado o leilão à viva-voz. Participam da sessão oral as empresas classificadas entre as três maiores ofertas pelo arrendamento ou ainda aquelas cujo valor da oferta seja igual ou superior a 90% do valor de outorga da maior oferta.

+ Governo quer alinhar construção de ferrovias no Mato Grosso com obras de terminais no Pará

Os arrendamentos

Edital nº 1 – Instalado na localidade conhecida como Ponta de Praia, na margem direita do Porto de Santos, o terminal é destinado à movimentação e armazenagem de granéis sólidos. Sua movimentação mínima anual exigida é de 3,9 milhões de toneladas no terceiro ano, e de 4,1 milhões de toneladas a partir do quinto ano. A garantia da proposta de exploração é de R$ 27,3 milhões (1% do valor global estimado do contrato).

Edital nº 2 – Localizado no Porto de Vila do Conde, no Pará, o terminal é a única das quatro áreas licitadas no certame green field (área natural, sem ocupação). São 56,8 mil metros quadrados, destinados à movimentação de granéis sólidos vegetais. A movimentação mínima anual exigida no sexto ano do contrato é de 2,4 milhões de toneladas, e do sétimo ano em diante de 2,6 milhões de toneladas. A garantia da proposta de exploração é de R$ 17,4 milhões (1% do valor global estimado do contrato).

Edital nº 3 – As duas áreas licitadas para movimentação e armazenagem de papel, celulose e carga geral também estão localizadas na margem direita do Porto de Santos. O terminal STS07 está instalado numa área total de 33 mil metros quadrados, na localidade conhecida como Macuco, e o STS36 numa área de 22,5 mil metros quadrados, na localidade conhecida como Paquetá.

A movimentação mínima anual exigida para os dois terminais é de 1,6 milhão de toneladas cada a partir do quinto ano do contrato. A garantia da proposta de exploração para cada um dos dois terminais é de R$ 15,1 milhões, representando 1% do valor global estimado do contrato.

COMMENTS