Ônibus de São Paulo poderão ser equipados com 300 câmeras para multar veículos

Medida tem como objetivo autuar condutores que invadem as faixas exclusivas e corredores, desrespeitam rodízio municipal e outras determinações

Segmento de reposição de peças automotivas fatura R$ R$ 105,84 bi em 2014
Pedágio de Mairiporã (SP) da rodovia Fernão Dias passa a ser cobrado
Brasil e México renovam acordo automotivo por mais quatro anos

dest-faixa-exclusiva-onibusA Secretaria Municipal de Transportes da cidade de São Paulo abriu uma consulta pública com objetivo de analisar a instalação de 300 radares dentro de ônibus municipais para fiscalizar veículos que invadem as faixas exclusivas e corredores, desrespeitam o rodízio municipal e procurados pela polícia.

O termo de referência do edital prevê que os radares também flagrem carros circulando sem o licenciamento ou a inspeção veicular, caminhões circulando em áreas proibidas, além de ônibus do tipo fretado que também estiverem em áreas restrita.

A Prefeitura defende que a medida deve ser aplicada para aprimorar a fluidez do transporte coletivo em faixas exclusivas de ônibus e corredores.

A consulta pública vai ainda definir o formato e as regras para a licitação do serviço. Ainda não há prazo para que os ônibus equipados comecem a circular e aplicar multas. A instalação dos equipamentos custará pelo menos R$ 43 milhões.

COMMENTS