Uso de extintor de incêndio em carros de passeio passa a ser facultativo

Obrigatoriedade permanece válida para veículos do transporte comercial de cargas e de passageiros

Coluna Autos Giros 2020 – ed #05 – com Daniel Jacques
Governo de SP lança sistema online de fiscalização de peças de veículos de desmanches
Fabricantes de veículos acreditam na retomada do crescimento em 2015

extintor-abc-homeO uso de extintor de incêndio em veículos de passeio passou a ser facultativo após resolução publicada no dia 18/9, no Diário Oficial da União. Com isso, a ausência do equipamento não será mais considerada infração de trânsito. A decisão foi tomada pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e altera uma regra que vigorava no Brasil desde a década de 1970.

Antes a falta de extintor no carro era considerada uma infração grave, com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

A obrigatoriedade permanece válida e com as mesmas regras para veículos do transporte comercial de cargas e de passageiros.

A norma também altera outra regra recente do Contran, que tornava obrigatório o uso dos extintores ABC em todos os veículos, que teria passado a valer em janeiro desse ano, mas foi adiada diversas vezes.

O conselho afirmou que foram desenvolvidas avaliações técnicas e consulta aos setores envolvidos ao longo de 90 dias. A partir disso, foi constatado que os veículos já têm tecnologia suficiente para evitar o problema. O Contran também destacou que dados da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva indicam que em cerca de 3% dos casos de incêndio de veículos os equipamentos foram utilizados.

COMMENTS