Com licença do Ibama, Porto de Ilhéus (BA) sairá do papel

Com licença do Ibama, Porto de Ilhéus (BA) sairá do papel

Unidade portuária deve entrar em operação em 2017; empreendimento receberá investimentos de R$ 5,6 bilhões em 25 anos

Randon vai fornecer mais de 400 veículos ao Ministério do Desenvolvimento Agrário
Rodolatina deve encerrar 2010 com 3,5 milhões de toneladas de cimento transportadas
Honda inicia construção de sua fábrica de automóveis em Itirapina (SP)

ilheus-porto-construcao

O Porto Sul, instalado em Ilhéus (BA), deve começar a ser construído, após quatro anos de espera pela liberação da licença de instalação pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), que foi emitida no dia 19/9.

Serão investidos R$ 5,6 bilhões em 25 anos, e unidade portuária deve entrar em operação em 2017. Composto por uma área externa ao porto para os procedimentos aduaneiros de embarque e desembarque de cargas, de 1.224 e um píer com quebra-mar a 3,5 mil metros da costa, o porto servirá à movimentação de minério de ferro, soja, etanol, fertilizantes e granéis sólidos. O Porto Sul será integrado à Ferrovia Oeste-Leste.

Inicialmente, está prevista a construção de dois terminais. Um será operado pela companhia Bamin (Bahia Mineração) e outro por investidores privados que devem se associar ao governo baiano.

Válida por seis anos, a licença de instalação estabelece as condições, restrições e medidas de controle que o empreendedor deve observar para prevenir e minimizar a poluição e outros impactos ambientais.
Entre as condições específicas para manter a licença, os responsáveis terão que implementar 29 programas de monitoramento, adequação, prevenção e recuperação, como o monitoramento da atividade pesqueira, capacitação da mão de obra local, prevenção à exploração sexual, controle de erosão e assoreamento, bem como manter o gerenciamento de efluentes, resíduos sólidos e da qualidade do ar, entre outros.

Com informações da Agência Brasil

COMMENTS