Sest Senat disponibilizará 80 mil vagas pelo Pronatec para o 1º semestre do ano

Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego é uma qualificação gratuita, e atende todas as regiões do País

Sest-Senat do ES oferece cursos nos fins de semana de março e abril
Gristec começa a estruturar Universidade Online
Anfarlog realizará mais uma edição do Curso de Logística Farmacêutica, em SP

sest-senat-psicologia

A escola do transporte Sest Senat planeja oferecer para o primeiro semestre do ano 80 mil vagas em cursos do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). A qualificação é grátis. Entre 2012 e 2013 a instituição qualificou 73,4 mil jovens para o mercado de trabalho por meio da iniciativa, que é promovida em conjunto com o governo.

Conforme o governo federal, 60% das matrículas do Programa foram feitas por jovens com idade entre 17 e 29 anos. Neste ano, o programa chegará a 4,2 mil cidades brasileiras e, até o final de 2014, o Pronatec deverá atingir a meta de oito milhões de jovens matriculados.

Das 5,7 milhões de matrículas já realizadas, quatro milhões foram em cursos de qualificação profissional e o restante em cursos técnicos.

A duração mínima das formações é de 160 horas/aula. O primeiro módulo é básico para todas as formações e os estudantes aprendem noções de atendimento eficaz, informática, português, matemática, postura no ambiente de trabalho, respeito ao meio ambiente e relações interpessoais. Depois há o módulo específico de cada capacitação.

Demanda

Um exemplo de grande procura é o município de Sobral, no Ceará, onde o Sest Senat está com inscrições abertas para preencher vagas em 61 turmas do Pronate. No ano passado, a unidade capacitou três mil jovens por meio do Pronatec. Até o final deste ano, o número deve chegar a oito mil, sendo metade já nos primeiros seis meses.

“Em Sobral, a participação do Sest Senat no Pronatec tem sido muito rica porque a carência de mão de obra qualificada na região é grande”, diz o instrutor Breno Souza Noleto. “Os cursos chegaram em um bom momento, porque a região está em expansão e os empresários buscam funcionários com maior formação”.

Segundo o instrutor, a demanda pela qualificação é grande por parte dos jovens e as turmas, após abertas, se completam em até 15 dias.

O município de Uruguaiana (RS) também é um exemplo de procura. Em 2013, todas as 540 vagas abertas por meio do programa foram preenchidas. Para 2014, a meta é dobrar este número.

“Todas as turmas saíram empregadas. No caso do curso de Recursos Humanos, todos os estudantes saíram com uma chance de estágio”, comenta a coordenadora, Ana Paula Claus. Nessa unidade houve situações em que a demanda por trabalhadores era tão grande que faltou pessoal, como no caso da Usina Eólica de Santana do Livramento, que espera a formação de mais operadores de retroescavadeira.

COMMENTS