RJ terá tarifas de metrô, trens e barcas reajustadas

Segundo o governo estadual, valor para os usuários do Bilhete Único será mantido

Passagens de trem e metrô do Rio de Janeiro sofrem reajuste
Câmara analisa projeto que exige ônibus e metrô por 24 horas
CEVA assina contrato de R$ 12 milhões com Bombardier no Brasil

metro-rio-tarifa

As tarifas das passagens do metrô, barcas e trens do Rio de Janeiro sofrerão reajustes. O Governo do Estado, por meio de nota, confirmou, nesta quarta-feira (19/2), o aumento, mas garantiu que o valor para os usuários do Bilhete Único será mantido.

Segundo a nota enviada, “não houve qualquer mudança. Conforme informado no dia 31 de janeiro de 2014 em nota oficial a toda a imprensa sobre a manutenção dos valores atuais das tarifas de trens (R$2,90), barcas (R$3,10 – tarifa social) e metrô (R$3,20), o Governo do Estado deixa claro que o acesso ao Bilhete Único Intermunicipal é universal, ou seja, não tem restrições; todo e qualquer usuário pode solicitá-lo, sem qualquer custo para isso. Portanto, somente paga a tarifa cheia quem não optar pela simples adesão”.

A agência reguladora dos transportes, Agetransp, informou que os aumentos serão baseados na inflação. As datas para entrada em vigor de reajuste tarifário anual para o transporte ferroviário é fevereiro e para o transporte metroviário é abril. Para os dois modais, o índice de inflação contratual é o IGP-M (em período de 12 meses).

O reajuste tarifário para o serviço público de transporte aquaviário no Rio de Janeiro também foi autorizado. A tarifa das linhas sociais será reajustada no prazo de 30 dias. A concessionária CCR Barcas fica autorizada a praticar a Tarifa Aquaviária no valor de R$ 4,80, o que significa um reajuste de 5,72%.

Segundo a CCR Barcas, empresa que administra o transporte, atualmente 80% dos usuários são beneficiados pelo Bilhete Único. Os passageiros que pagam a tarifa de R$ 3,10 nas linhas sociais da concessionária terão o valor da passagem mantido.

Com informações do G1

COMMENTS