Governo de SP anuncia expansão da Linha 15-Prata do metrô

Aumento de 2,2 quilômetros do trecho permitirá interligação do bairro do Ipiranga com a Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) ), chegando à Cidade Tiradentes

ANAC autoriza início das obras de ampliação do aeroporto de Brasília (DF)
Porto de Paranaguá (PR) terá novo acesso para acabar com filas
Catarinense Expresso São Miguel compra caminhões Mercedes-Benz

metro-leve-abc

Em evento realizado na última sexta-feira (30/8), o governador de São Paulo Geraldo Alckmin anunciou expansão de 2,2 quilômetros da Linha 15-Prata do metrô. A linha sairá do Ipiranga, permitindo a integração com a Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), chegando à Cidade Tiradentes. As obras de implantação deste trecho já estão sendo efetuadas. A previsão é que o trecho entre em operação por visita controlada a partir de janeiro de 2014, com estimativa de atender 13.300 usuários por dia.

O primeiro trecho da Linha 15-Prata do metrô, com extensão de 2,9 quilômetros, é composto pelas estações Vila Prudente e Oratório, além do Pátio Oratório, para estacionamento e manobra de trens. Haverá integração com a Linha 2-Verde na estação Vila Prudente.

A Linha 15 será o primeiro monotrilho de São Paulo e o de maior capacidade de transporte de passageiros do mundo: 48 mil usuários por hora e sentido com intervalo entre trens de 90 segundos.

“Nós teremos aqui na Linha-15 o primeiro monotrilho de São Paulo e do País. Cada trem tem sete carros. Aqui haverá 54 trens, 378 carros. Cada trem transporta mil passageiros”, explicou o governador.

Obras rumo à Cidade Tiradentes

A Linha 15-Prata seguirá de Oratório a São Mateus, com extensão de 10,1 quilômetros e oito estações: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstoi, Vila União, Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus. Neste trecho, 1.380 operários trabalham nas obras de fundações, pilares e capitéis da estrutura do monotrilho. Além disso, já foram lançadas 365 vigas, restando ainda 314 até São Mateus.

O último trecho ligará São Mateus à Cidade Tiradentes, com 11,4 quilômetros e sete estações: Iguatemi, Jequiriçá, Jacu-Pêssego, Érico Semer, Marcio Beck, Cidade Tiradentes e Hospital Cidade Tiradentes. Quando concluída, a Linha 15-Prata atenderá mais de meio milhão de usuários por dia.

Para atender a essa grande demanda de usuários, a Linha 15 contará com 54 trens com capacidade de transporte de mil passageiros. O primeiro trem foi desenvolvido no Canadá e já está em fase de testes. As demais composições estão sendo fabricadas em Hortolândia (na região de Campinas). Todos contarão com sistema de ar-condicionado, interligação entre carros (salão de passageiros contínuo), operação automática (sem a necessidade de operador) e sistema de CFTV com monitoramento em tempo real, entre outras tecnologias.

No total, a Linha 15-Prata completa, de Ipiranga até o Hospital Cidade Tiradentes, terá 26,6 quilômetros de extensão, 18 estações e dois pátios de estacionamento de trens. O investimento é de R$ 5,5 bilhões.

COMMENTS