Obras do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Goiânia (GO) serão retomadas

Infraero investirá R$ 246,2 milhões nas novas instalações, que deveram ser concluídas em 18 meses de trabalho

Infraero pode ficar fora da privatização de aeroportos
Combustível emperra expansão do setor aéreo, diz pesquisa
Aeroporto de Brasília (DF) ganha maior capacidade no sistema de pistas

aeroporto-goiania-GO

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) informou em nota que assina hoje (18/9) a ordem de serviço para retomar as obras do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva (GO).

Ao todo, R$ 246,2 milhões serão investidos nas novas instalações e o prazo de execução é de 18 meses.

Depois de concluído, o novo terminal de passageiros do Aeroporto de Goiânia contará com dois andares e 34,1 mil m². No local, estará disponível quatro pontes de embarque, 23 balcões de check-in, 11 elevadores, quatro escadas rolantes, três esteiras de restituição de bagagem e sete canais de inspeção (raio-x e detector de metal).

A instalação permitirá ao Aeroporto de Goiânia receber até 8,6 milhões de passageiros por ano, com uma demanda estimada de 4,8 milhões de embarques e desembarques para 2014.

As obras do novo terminal deverão ser concluídas em março de 2015. Ao mesmo tempo, a Infraero e o consórcio Via/Odebrecht estão trabalhando para atualizar e complementar o projeto executivo e orçamento da infraestrutura do novo terminal, que envolve as pistas de taxiamento, pátio de aeronaves e estacionamento de veículos. Esses documentos estão em elaboração e deverão ser enviados ao TCU (Tribunal de Contas da União) para análise até o final deste ano. Caso sejam aprovados, essa infraestrutura também será executada pelo consórcio e estará pronta junto com o terminal de passageiros.

Ao final das obras, o terminal do Aeroporto Santa Genoveva terá uma infraestrutura capaz de receber onze aeronaves no pátio, sendo quatro em pontes de embarque, e um estacionamento de veículos com 682 vagas.

COMMENTS