Infraero obtém licença para criar depósito de entulho das obras do Aeroporto de Manaus (AM)

Com área de 2,5 hectares, espaço abrigará resíduos da modernização do terminal de passageiros. No total, estatal investira R$ 394 milhões no aeroporto

United Airlines convoca todos os pilotos atualmente em licença
TAM lança aplicativo de realidade aumentada para Android e iPhone
Polícia Federal apura acidente no aeroporto de Congonhas (SP)

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) obteve do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) uma licença para utilizar uma área do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus (AM), como depósito de resíduos e entulho das obras de reforma, adequação e ampliação do terminal de passageiros. O espaço autorizado para uso é de 2,5 hectares.

A área fica no lado oeste do terminal e sua utilização tem como objetivo agilizar o trabalho nas obras em andamento, especialmente no transporte de resíduos. Além disso, a emissão de gases poluentes também sofrerá redução, já que serão feitos menos serviços de transporte desses materiais por veículos automotores.

“Com o espaço a ser liberado, poderemos realizar futuramente a ampliação da área de pátio e de estacionamento de aeronaves num horizonte de 20 a 25 anos”, disse Rubem Ferreira Lima, superintendente da Regional Noroeste. A área também poderá ser utilizada para futuras expansões nas áreas operacionais do aeroporto.

No total, a Infraero investirá R$ 394,12 milhões nas obras de modernização do Aeroporto de Manaus. Elas permitirão a realização dos processos de embarque e desembarque em níveis diferenciados, melhorando a circulação de passageiros e usuários, além de ampliar a capacidade do aeroporto. As obras têm previsão de conclusão para dezembro de 2013.

Os serviços contemplarão o aumento do número de balcões de check-in, esteiras de bagagem, substituição de todos os sistemas eletroeletrônicos, mecânicos e hidrossanitários, além da completa substituição de pisos e revestimentos, bem como a incorporação de requisitos ambientais como iluminação natural, medidas para economia de energia elétrica e reutilização de águas pluviais.

COMMENTS