Tarifas de pedágios em São Paulo devem baixar até 20%, segundo governo

Estado tem negociado com as principais concessionárias que operam no Estado; reduções variam de acordo com o contrato vigente

Trevo da Via Dutra que dá acesso a Resende (RJ) passa por alterações
Obras na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) seguem com interdição de pista e acostamento
AutoBAn comemora Dia da Árvore com plantio de 16 mil mudas

pedagio-sem-parar-precos

O Governo de São Paulo vem negociando com as principais concessionárias que administram as rodovias do Estado com a intenção de definir a redução dos preços praticados nas praças de pedágio das estradas. Diminuição das tarifas dependem do contrato, por isso, devem variar entre 10% e 20%.

O acordo já foi firmado recentemente com a CRR e a Ecorodovias, as quais operam a Imigrantes, Anchieta, Anhanguera, Bandeirantes e Castello Branco. Outras negociações devem ser fechadas nos próximos dias.

Também está inclusa na negociação a revisão dos contratos, como, por exemplo, no caso da CCR. Ficou acordado que a empresa deixasse de ceder ao Estado percentual do que arrecada no pedágio. O repasse modifica de acordo com a execução de obras e outros serviços. A negociação com a Ecorodovias envolveu prorrogar contratos p or mais tempo.

Com informações da Folha de São Paulo

COMMENTS