Obras de duplicação da Serra do Cafezal começam em 90 dias

Projeto para o trecho inclui uma pista com três faixas de rolamento no sentido São Paulo e com duas faixas no sentido Curitiba

Governo revê conta e onera usuários com custo do pedágio
Edital da Rodovia do Progresso (ERS-10) é adiado para outubro
Duplicação do Contorno de Pelotas (RS) entra em fase de terraplenagem

Foi publicada ontem no Diário Oficial da União a liberação da licença ambiental para as obras de duplicação no trecho de 19 quilômetros da Serra do Cafezal, entre os km 344 e 363 da BR-116. Com a liberação do IBAMA, as obras devem começar em cerca de 90 dias. A responsabilidade pelos serviços é da concessionária Autopista Régis Bittencourt.

O projeto para o trecho inclui uma pista com três faixas de rolamento no sentido São Paulo e com duas faixas no sentido Curitiba. A previsão é que as obras se estendam por quatro anos.

O investimento é de R$ 700 milhões. Dos 30 quilômetros da Serra do Cafezal, 11 foram recentemente duplicados. Pela rodovia passam 22 mil veículos ao dia.

COMMENTS