DC Logistics cresce 14% em 2012 e projeta consolidação

No modal marítimo, as operações aumentaram 18% no período. Mercado asiático foi o principal responsável pelo crescimento no modal aéreo, que chegou a 12%

ID Logistics comemora 12 anos em operação no Brasil
Santos Brasil fecha 1º trimestre com R$ 75,3 milhões de lucro líquido
Anef divulga balanço semestral de números relativos a créditos para aquisição de veículos

O operador DC Logistics Brasil registrou um crescimento médio de 14% no balanço de 2012 em comparação com o ano anterior. Para a empresa, o fortalecimento das operações em diferentes modais ajudou na superação dos desafios de um ano marcado por turbulências no cenário internacional.

“Nosso foco nos aspectos internos, evoluindo com as pessoas e processos, nos trouxeram melhor qualidade de trabalho e garantiram nosso crescimento orgânico em 2012”, esclarece o diretor, Ivo Mafra. Ele reforça que a empresa manterá o foco no desenvolvimento das pessoas, na qualidade de trabalho e no fortalecimento das bases comerciais em 2013.

No modal marítimo, a DC Logistics Brasil apresentou crescimento de 18%. Com destaque para o acréscimo dos embarques de exportação na casa dos 23% em número de TEUs. A soma de toda a movimentação, em relação ao mesmo período do ano passado, atingiu um crescimento de 15%.

Com ascensão do mercado asiático, responsável por 21,5% da fatia de aumento, as operações da DC Logistics Brasil no modal aéreo chegaram à marca de 12% de elevação nos embarques. O crescimento em peso bruto totalizou 17%.

A empresa possui oito escritórios em diferentes regiões do país e uma rede global de agentes.

Consolidação Rio-SP

Em 2012, a empresa inaugurou um novo escritório dessa vez no Rio de Janeiro. “O mercado de petróleo e gás está aquecido e aquela região já está sendo fortalecida pelos nossos serviços”, aponta Mafra.

Além da capital fluminense, a DC Logistics Brasil vem apostando no fortalecimento nas operações em São Paulo, com a atuação em dois escritórios, um na capital e outro em Campinas. O Estado tem uma rede empresarial muito grande e a empresa acredita ser um forte polo comercial. Nos últimos 12 meses, o crescimento médio da empresa no Estado chegou a 19%.

COMMENTS