Projeto de lei quer obrigar carro reserva em caso de atraso no conserto

Carro reserva terá que ser disponibilizado caso o veículo do cliente fique parado mais de 48 horas por falta de peças originais ou caso o serviço não seja realizado dentro do prazo informado pela concessionária

IPVA Pará 2014
Nissan terá fábrica de motores no Complexo Industrial de Resende (RJ) ainda em 2014
Venda de veículos no Brasil sofre queda de 7,56% em agosto

Tramita na Câmara dos Deputados, um projeto de lei que obriga as montadoras de veículos a fornecer carro reserva caso o automóvel do cliente fique parado por mais de 48 horas por falta de peças originais ou caso não seja possível a realização do serviço no prazo informado pela rede autorizada.

O fornecimento do carro, similar ao do cliente, deverá ser feito por meio das concessionárias ou importadoras da marca.

O único requisito é que o veículo esteja na garantia. A empresa que descumprir a medida poderá ser punida com base no Código de Defesa do Consumidor. As penas incluem, por exemplo, a cassação da licença do estabelecimento ou da atividade.

O deputado Wilson Filho (PMDB-PB), autor do projeto, observa que, apesar de estabelecer regras para proteger o consumidor nos casos de conserto de um produto, o código não especifica uma solução para o tempo em que o cliente fica sem esse bem à espera da reparação.

“Em relação aos veículos, que são caros e em muitos casos essenciais para a vida do consumidor, somente as regras gerais do código não são suficientes. Elas não obrigam o fornecedor a indenizar ou compensar o consumidor quando ele ficar sem seu automóvel durante o conserto”, diz o deputado.

COMMENTS