Cummins lança motor de alta rotação para mercado marítimo

Modelo QSK95-M, com rotação de 1.800 rpm, foi desenvolvido para aplicações marítimas e desenvolve de 3.200 até 4.000 cavalos de potência, ou seja 2.400 kwm a 3.000 kwm com seus 95 litros e 16 cilindros em V

Cummins Filtration inaugura produção do Fleetguard Arla 32
Foton vende seis caminhões para transportador de bebidas no Nordeste
Direto da Redação – TV Transporta Brasil – edição nº 7

A Cummins Marine, divisão de Negócios Marítimos da Cummins, anunciou o lançamento do motor de maior potência em alta rotação já produzido no mercado global. O modelo QSK95-M, com rotação de 1.800 rpm, foi desenvolvido para aplicações marítimas e desenvolve de 3.200 até 4.000 cavalos de potência, ou seja 2.400 kwm a 3.000 kwm com seus 95 litros e 16 cilindros em V.

O novo produto foi projetado e será produzido na fábrica de motores Cummins Seymour, em Indiana (EUA), o QSK-95 foi apresentado oficialmente no final de 2011 e sua produção está prevista para o início de 2015. O investimento total para o desenvolvimento do motor e adequação da planta, de acordo com Waldemar Marchetti, diretor Global de Estratégia Offshore, foi de US$ 110 milhões.

Para o mercado marítimo, o QSK-95 busca atender às demandas de maior potência do mercado offshore, atuando em empurradores de embarcações em rios, rebocadores portuários e todo tipo de embarcação de suporte a produção e extração de petróleo, geração de energia para as plataformas FPSO, cuja função é extrair e/ou armazenar o petróleo.

Além disso, o QSK-95 pode ser aplicado nos segmentos de óleo e gás, mineração, locomotivas, geradores, entre outros.

O motor, 100% eletrônico atende às normas de emissões vigentes, IMO Tier II e EPA Tier 2, está preparado também para o IMO Tier III e IMO Tier IV, legislação que entrará em vigor em 2020.

No Brasil, o novo equipamento será apresentado durante a Navalshore Marintec South America 2012 (Feira e Conferência da Indústria Naval e Offshore), que acontece entre os dias 1º e 3 de agosto, no Centro de Convenções Sulamérica, no Rio de Janeiro (RJ).

COMMENTS