Petrobras assina contrato para construção de terminal oceânico

Estrutura que será instalada a 80 quilômetros da costa do RJ, terá capacidade de armazenamento de dois milhões de barris de petróleo

Ajude a desenvolver a matriz energética do transporte brasileiro de cargas!
Petrobras prevê produção diária de quatro milhões de barris no Brasil até 2030
Scania apresenta seu primeiro caminhão híbrido

Na quarta-feira (18), a Petrobras assinou um contrato com a Tanker Pacific Offshore Terminals (TPOT) para a construção de uma unidade para armazenamento e transferência de petróleo. Com nome técnico de FSO (floating storage and offloading), a unidade será construída a partir do casco de um navio-tanque já existente, que tem capacidade de armazenamento de 339 mil metros cúbicos. O trabalho de conversão do navio em FSO deverá durar 18 meses.

Primeiro terminal oceânico da Petrobras, a Unidade Offshore de Transferência e Exportação (UOTE) é uma solução de logística para suporte ao desenvolvimento do Pré-Sal, na medida em que facilita o escoamento da produção de petróleo para exportação e para as refinarias que estão sendo construídas no Nordeste brasileiro sem a necessidade de transbordo em terminais terrestres. No total, a UOTE terá capacidade para armazenar dois milhões de barris de petróleo.

A estrutura, que será instalada a 80 quilômetros de Macaé, no Norte Fluminense, contará com o FSO, conectado a um sistema submarino e duas monobóias, permitindo operar simultaneamente com um conjunto de até três navios vindos de plataformas de produção ou recebendo petróleo para exportar.

COMMENTS