Graça Foster poderá assumir presidência da Petrobras

Graça Foster poderá assumir presidência da Petrobras

Executiva está à frente da divisão de Gás e Energia desde 2007 e já foi classificada como uma das mulheres mais importantes do mundo dos negócios pelo jornal norteamericano Financial Times

Fim definitivo da Cide sobre combustível de aviação avança na Câmara
TAM avança no desenvolvimento de bioquerosene
Petrobras assina contrato para obras na Baía de Guanabara

Na segunda-feira (23), a Petrobras informou que Guido Mantega, presidente do Conselho de Administração da companhia, indicará Maria das Graças Silva Foster, que atualmente é diretora de Gás e Energia, para o cargo de presidência da estatal. Graça Foster, como é conhecida, substituirá José Sergio Gabrielli.

Se confirmada sua nomeação, Graça terá a missão de acelerar os projetos do pré-sal e aumentar a produção de combustíveis. Em dezembro, a companhia não conseguiu atingir a meta, apesar de registrar crescimento em relação ao mesmo mês do ano anterior.

O nome da executiva deverá ser apreciado na próxima reunião do Conselho, que será realizado em 9 de fevereiro. Graça está à frente da área de Gás e Energia da Petrobras desde setembro de 2007, quando se tornou a primeira mulher a assumir uma diretoria da companhia.

Em 2010, Graça foi classificada como uma das 10 executivas mais poderosas na América Latina, pela revista chilena America Economia. Além disso, também estava presente na lista feita pelo jornal norteamericano Financial Times das 50 mulheres mais importantes nos negócios pelo mundo.

A executiva é formada em engenharia química pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui pós-graduação em engenharia nuclear com mestrado em engenharia de fluidos e MBA em economia.

COMMENTS