EMTU/SP inicia trabalhos de limpeza e demolição em área da futura linha VLT

Preparação das máquinas e dos terrenos começaram na segunda-feira (17/10), e estão sendo realizados pela empresa vencedora da licitação

Governo de São Paulo regulamenta acesso gratuito de idosos ao sistema público de transportes
Bombardier fornecerá tecnologia para nova linha de metrô na Arábia Saudita
Metrô SP abre para visitação pública réplica do novo trem da linha 2 –Verde

A EMTU/SP (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) já iniciou os trabalhos de demolição e limpeza dos terrenos situados ao lado da futura
linha do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

A preparação das máquinas e dos terrenos começaram na segunda-feira (17/10), e estão sendo realizados pela empresa Ral-Max Comércio e Serviços em Metais Ltda, que venceu a licitação e tem contrato de 12 meses.

Os serviços de demolição e limpeza estão concentrados nos terrenos que já foram desocupados, por meio de ações judiciais de reintegração de posse.
Esta primeira fase deve durar 15 dias até a desocupação dos imóveis restantes.

Em Santos, 19 de 30 imóveis foram desocupados e o restante aguarda decisão judicial. Já em São Vicente, de 12, três imóveis foram desocupados e
nove aguardam decisão judicial.

O entulho recolhido será levado para área destinada a receber restos de material de construção, devidamente licenciada pelos órgãos ambientais
competentes. Nos terrenos desocupados e limpos serão realizadas apenas as intervenções previstas no projeto de construção da linha do VLT.

A EMTU/SP manterá vistorias nas áreas desocupadas visando garantir a limpeza das áreas lindeiras ao futuro sistema de transporte.

COMMENTS