EMTU/SP inicia trabalhos de limpeza e demolição em área da futura linha VLT

Preparação das máquinas e dos terrenos começaram na segunda-feira (17/10), e estão sendo realizados pela empresa vencedora da licitação

Metrô de Fortaleza (CE) receberá R$ 2 bi em investimentos
Tarifa de metrô e trem de SP sobe para R$ 3,20
Ponte ORCA chega ao fim na sexta-feira (9) em SP

A EMTU/SP (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) já iniciou os trabalhos de demolição e limpeza dos terrenos situados ao lado da futura
linha do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

A preparação das máquinas e dos terrenos começaram na segunda-feira (17/10), e estão sendo realizados pela empresa Ral-Max Comércio e Serviços em Metais Ltda, que venceu a licitação e tem contrato de 12 meses.

Os serviços de demolição e limpeza estão concentrados nos terrenos que já foram desocupados, por meio de ações judiciais de reintegração de posse.
Esta primeira fase deve durar 15 dias até a desocupação dos imóveis restantes.

Em Santos, 19 de 30 imóveis foram desocupados e o restante aguarda decisão judicial. Já em São Vicente, de 12, três imóveis foram desocupados e
nove aguardam decisão judicial.

O entulho recolhido será levado para área destinada a receber restos de material de construção, devidamente licenciada pelos órgãos ambientais
competentes. Nos terrenos desocupados e limpos serão realizadas apenas as intervenções previstas no projeto de construção da linha do VLT.

A EMTU/SP manterá vistorias nas áreas desocupadas visando garantir a limpeza das áreas lindeiras ao futuro sistema de transporte.

COMMENTS