DHL Express prevê crescimento de 25% em importação de remessas expressas para este ano

Empresa vem atravessando bom momento impulsionado pelo aquecimento do mercado brasileiro. Entre janeiro e junho deste ano, a companhia registrou uma elevação de 18% no volume de remessas trazidas do exterior para o País

DHL Express tem novo gerente de produtos
DHL Supply Chain assina acordo de operações com a Procter & Gamble do Brasil
DHL coloca sua experiência logística a serviço da humanidade

A DHL Express estima para 2010 um crescimento de até 25% na importação de encomendas expressas. No primeiro semestre, a companhia registrou um acúmulo de 18% no volume de remessas trazidas do exterior para o Brasil.

“Temos um bom crescimento impulsionado pela conjuntura econômica do Brasil. Muitas empresas estão importando pela primeira vez. Cerca de 80% do faturamento no País é gerado pelas remessas de importação. Os 20% restantes vêm do mercado doméstico”, afirma Joakim Thrane, presidente da DHL Express Brasil. Ainda de acordo com o executivo, o número de pequenas e médias empresas que passaram a importar produtos acabados vem crescendo bastante, “São negócios que estão reduzindo seus custos fixos ao optarem por não formar estoque”, diz ele.

Lucro mundial

Em todo o mundo, no segundo trimestre de 2010, a Deutsche Post DHL, holding da DHL Express, acumulou uma cifra de € 81 milhões em lucro líquido, o que representa um crescimento de 22,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita atingida foi de € 12,8 bilhões, 15,6% a mais que o segundo trimestre de 2009. Já no primeiro semestre, a empresa somou um lucro de € 1,8 bilhão, representando uma elevação de 81% em comparação com o período de 2009.

Por: Victor José – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS