Rede Linx Fast Fashion investirá mais de R$ 10 mi

Investimentos em infraestrutura física e tecnologia podem chegar a R$ 10 milhões

China pode se converter no maior mercado da DHL
FedEx reduz preços para crescer entre as pequenas e médias
Concessionárias apontam aumento nos juros de financiamento de carros

Puxado pelo bom momento vivido pelo setor, o operador logístico Linx Fast Fashion, do Grupo Linx, irá inaugurar em fevereiro a ampliação de sua área de armazenagem para 10 mil metros quadrados, e triplicar a sua base operacional de serviços terceirizados de logística. Investimentos em infraestrutura física e tecnologia podem chegar a R$ 10 milhões.

Segundo a empresa, o novo CD operará com tecnologia de ponta e a meta é atingir um nível de automação comparável ao dos melhores centros de distribuição da Europa e dos EUA. “Os recursos empregados permitem que toda a operação e distribuição no CD seja feita através de coletores de dados sem fio, eliminando o papel como fonte de informação. Desta maneira, reduziremos erros e ganharemos grande agilidade”, comentou Daniel Mayo, diretor da empresa.

Mayo ressaltou que as informações serão atualizadas com mais velocidade e serão executadas em tempo real. “O nível de automação projetado tornará este CD comparável com os mais modernos do mundo. Equipamentos específicos foram desenhados para fazer separação de pedidos e classificação de pacotes. Assim poderemos medir a produtividade de cada operador, de cada área, e trabalhar mais intensamente na otimização de processos.”

Link para a matéria original

COMMENTS