FedEx Express recebe novo cargueiro Boeing 777F

Com maior alcance, economia de combustível e ruído reduzido, aeronave integra frota de mais de 650 aparelhos a serviço da empresa

American Airlines moderniza cabines do Boeing 777-200
Aeroporto de Sinp pode receber Boeings
Aviação chinesa recebe primeiro Boeing 747-8

boeing777F-fedex

A FedEx Express anunciou que acaba de receber  seu primeiro avião cargueiro Boeing 777 Freighter, modelo que, de acordo com a fabricante é a maior aeronave de carga bi-jato do mundo. Segundo a FedEx, o novo avião amplia a frota que já conta com mais de 650 aparelhos operados em todo o mundo.

“O Boeing 777 é uma prova extraordinária de nossa dedicação ao aperfeiçoamento de nossa frota, permitindo que a FedEx Express ofereça serviços incomparáveis a nossos clientes em todo o mundo”, disse David J. Bronczek, presidente e CEO da FedEx Express.  “Sua capacidade de carga útil, alcance e eficiência ambiental criam um valor estratégico completo em longo prazo para nossa empresa, no atendimento às demandas globais de entrega de nossos clientes”.

Com alcance de 6.675 milhas terrestres, quase três vezes a distância entre as costas leste e oeste dos Estados Unidos, o modelo tem capacidade de carta útil de 215.000 libras, equivalente a 98 toneladas métricas.  Segundo a FedEx, o alcance global da aeronave de carga possibilita voos entre os principais mercados e centros na Ásia, Europa e EUA, com mais carga e em menos tempo do que leva hoje, permitindo maior hora limite para os clientes nos mercados para que façam suas entregas. Por exemplo, o tempo de trânsito do 777F de pontos na Ásia para os EUA será até três horas mais rápido do que o do MD-11.

Até abril de 2010, a FedEx Express planeja ter quatro 777Fs atendendo a rotas entre a Ásia e os EUA. No total, serão 15 777Fs na frota da empresa até o final do ano fiscal de 2014; a FedEx Express também fez um segundo pedido de 15 777Fs, que será entregue entre os anos fiscais de 2014 e 2019, e possui opção para mais 15 777Fs.

Confira os atributos do novo Boeing da FedEx:

  • Utiliza 18% menos combustível do que um MD-11;
  • Tecnologia de motor de ponta reduz as emissões em 18%;
  • Tecnologia avançada de redução de ruídos atende aos padrões de ruído dos aeroportos e faz com que as aterrissagens e decolagens sejam mais silenciosas;
  • Possui custos menores de manutenção e operação que outras aeronaves em sua classe.

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil

Leia mais notícias sobre a FedEx:

FedEx lança cartão fidelidade para oferecer vantagens a clientes

FedEx expande operações na América Latina

FedEx anuncia metas de uso sustentável da energia e controle de emissões

FedEx atualiza ferramentas de rastreamento na rede

FedEx inaugura novo centro de operações na China

COMMENTS