Banco Mundial prevê aumento de 158% no movimento do Porto de Santos até 2024

Plano, que deverá ser concluído este ano, envolve projeto de expansão que demandará investimentos de R$ 5,2 bilhões, que serão bancados em sua maioria pela iniciativa privada. Banco Mundial prevê crescimento na movimentação de cargas dos atuais 88,96 milhões para 229,73 milhões de toneladas em 2024

Toyota do Brasil exportará Corolla para Colômbia
Porto de Santos terá capacidade de movimentação de contêineres aumentada em três vezes
Marcopolo fornece nove ônibus para companhia da Costa do Marfim

O Banco Mundial está fazendo um estudo de demanda para o Porto de Santos, de olho na necessidade de crescimento do Complexo em longo prazo. De acordo com dados do estudo publicados esta semana pelo jornal O Estado de São Paulo, o Banco prevê que o porto paulista, maior da América Latina, deverá ter a movimentação de cargas aumentada em 158% até 2024, dos atuais 88,96 milhões de toneladas para 229,73 milhões.

Para dar conta da demanda, o Porto de Santos deverá ter investimentos para sua ampliação da ordem de R$ 5,2 bilhões. Deste montante, 70% seriam bancados pela iniciativa privada e 30% pelo Governo do Estado de São Paulo, dinheiro que será aplicado em melhorias dos acessos marítimo e terrestre e ampliação dos terminais.

Demanda

Para atender à demanda futura, o estudo do Banco Mundial indica que o Porto de Santos precisará de 16 novos berços de atracação especializados, nove deles deverão ser construídos até 2014. O complexo portuário já se vêm em obras, com diversas melhorias sendo implementadas, como a construção da Avenida Perimetral, com recursos do PAC e obras em terminais privados. Somente no Tecondi, as obras de ampliação receberam R$ 185 milhões e irão aumentar a capacidade de 318 mil TEUs para 700 mil até sua conclusão. A obra prevê a substituição dos guindastes antigos de movimentação de contêineres para portêineres e transtêineres, equipamentos de última geração. Além disso, o terminal ganhará mais 320 metros de área de atracação e 14,5 metros de profundidade.

Por: Leonardo Helou Doca de Andrade – Redação Portal Transporta Brasil (com informações do Jornal O Estado de São Paulo)

Leia mais notícias sobre o Porto de Santos:

Teste multimodal é realizado no Porto de Santos (SP)

Porto de Santos terá capacidade de movimentação de contêineres aumentada em três vezes

Equipamento de inspeção de carga usado em Navegantes chega ao Chile e ao Porto de Santos

ALL inicia movimentação de contêineres refrigerados do Mato Grosso para Santos

COMMENTS