Prefeitura de São Paulo estabelece metas para melhorar o trânsito e cogita mais restrições

Ações para diminuir a poluição e combater os congestionamentos estão no projeto de lei do prefeito Gilberto Kassab aprovado na semana passara e incluem restrição gradativa e progressiva do acesso de carros ao centro da cidade além de aumento no período de rodízio de carros e caminhões quando a poluição atingir níveis críticos

Rodoanel de SP será concluído em 2016, afirma Dersa
Cummins desenvolve nova plataforma global de motores pesados
Jamef comemora bons resultados em parceria de uma década

poluicao-sp-interna2

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), enviou na semana passada um projeto de lei à Câmara Municipal para a permissão do aumento da restrição ao acesso de carros ao centro da cidade, além de outras medidas de combate aos congestionamentos e à poluição na cidade. O projeto foi aprovado em primeira votação e inclui ações que integram as estratégias de implementação da Política Municipal de Mudanças no Clima.

Além da permissão para a ampliação das restrições de acesso de veículos à região Central da cidade, o projeto de lei também prevê o aumento do período de rodízio aos carros e caminhões quando os níveis de poluição atingirem patamares críticos. No projeto, poderá haver ações para taxar geradores de poluição e para instituir políticas urbanas no transporte, energia, construção e gerenciamento de resíduos e de uso do solo.

poluicao-sp-interna

Nesta semana, a Câmara votará o projeto em segundo turno e deverá regulamentar vários itens. De acordo com o vereador José Police Neto, do PSDB, líder do governo no parlamento paulistano, a meta da prefeitura é reduzir o nível de poluentes em 30% até 2012. “É a primeira vez que uma cidade desse porte estabelece uma política climática. É uma iniciativa pioneira, não só em relação ao Brasil, mas ao resto do mundo”, afirmou Raquel Biderman, uma das idealizadoras da política e coordenadora do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas.

Transporte coletivo

Segundo a prefeitura, a prioridade máxima é estimular o transporte coletivo, com incentivos para carona solidária e o controle da circulação de ônibus fretados e criação de bolsões de parada ao longo do sistema de transportes sobre trilhos.

Metas

Veja abaixo as metas da prefeitura de São Paulo para melhorar o ar e diminuir o trânsito:

    • Punir os agentes poluidores com taxas sobre o dano ambiental
    • Priorizar o transporte coletivo por meio de incentivo a caronas e melhorias no sistema
    • Reduzir as emissões de poluentes em 30% até 2012
    • Privilegiar a movimentação de cargas em horário noturno com restrições e controle de acesso a determinadas regiões da cidade
    • Restringir o acesso de carros ao centro da cidade de forma gradativa e progressiva
    • Incrementar os horários do rodízio para evitar níveis críticos de poluição
    • Estimular o uso de bicicletas como alternativa ao transporte individual
    • Ampliar as faixas exclusivas para o transporte coletivo
    • Regulamentar o fretamento de ônibus
    • Implementar coleta seletiva em shoppings e grandes condomínios
    • Adequar frota de motocicletas às diretrizes

    COMMENTS