Petrobras e Inmetro apresentam veículos que terão etiqueta de conservação de energia

Segundo a Petrobras, as etiquetas terão dados sobre o desempenho do veículo em relação ao consumo de combustível na cidade e na estrada

Transporte coletivo e redução do gasto de energia melhoram mobilidade urbana, apontam especialistas
Palocci diz na CNI que objetivo da reforma tributária é simplificar tributos
Entreposto vai agilizar entrega de mercadorias

A Petrobras e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) apresentam hoje (17), na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), os primeiros veículos que receberão a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (Ence).

Segundo a Petrobras, as etiquetas terão dados sobre o desempenho do veículo em relação ao consumo de combustível na cidade e na estrada.

Durante a apresentação na Fiesp serão etiquetados os primeiros modelos das empresas fabricantes de automóveis que aderiram voluntariamente ao Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBE Veicular).

Coordenado pelo Inmetro em parceria com o Programa Nacional da Racionalização do Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural (Conpet), o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular implementado pela Petrobras tem ainda a participação do Ministério de Minas e Energia (MME), da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental de São Paulo (Cetesb), do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Melo, da Petrobras (Cenpes) e da indústria automobilística, entre outros.

O evento terá a presença do gerente executivo de Desenvolvimento Energético da área de Gás e Energia da Petrobras, Mozart Schmitt de Queiroz,  além do presidente do Inmetro, João Jornada, que representará o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Participarão também representantes dos ministérios de Minas e Energia e do Meio Ambiente, da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da Associação Brasileira de Empresas Importadoras de Veículos Automotivos (Abeiva).

Link para a matéria

COMMENTS