Roubo de cargas aumenta no Estado de SP

Levantamento oficial realizado pela Secretaria de Segurança Pública e por entidades representativas das empresas do transporte rodoviário de cargas aponta crescimento no número de ocorrências e no prejuízo causado pelo roubo de cargas em 2008 em comparação com o ano anterior. Veja as regiões e rodovias com mais incidência de roubos e saiba quais foram as cargas mais visadas

Mercedes-Benz avança no transporte público paranaense
Viação Cometa comemora 65 anos com viagens exclusivas do modelo Flecha Azul
Grupo Tora adquire 255 caminhões Scania

O roubo de cargas no Estado de São Paulo aumentou em 2008 se comparado com as estatísticas do crime em 2007. De acordo com números divulgados pelo SETCESP (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região) e pela FETCESP (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo) em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de SP, o prejuízo com o roubo de cargas em 2008 foi 13,8% maior que no ano anterior.

Em ocorrências, o roubo de cargas em 2008 foi 2,46% maior que em 2007, um aumento de 152 crimes. A média mensal também aumentou de 516 para 528,67 roubos por mês. Em relação ao prejuízo, os números do SETCESP e da FETCESP mostram que a maioria dos R$ 232,9 milhões subtraídos, 54,5% dos roubos, está concentrada ocorrências com valores entre R$ 3.000,00 e R$ 30.000,00. Os roubos com valores abaixo de R$ 3.000,00 correspondem a 20,9% do total.

O especialista em Gerenciamento de Risco e Segurança, Cel. Paulo Roberto de Souza, Assessor de Segurança do SETCESP, explica que o levantamento é feito em parceria com o governo graças a um convênio com as entidades. “Nossos dados são coletados e tabulados em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e a única diferença entre a divulgação dos números está no fato de a Assessoria tabular as rodovias em separado, para ter uma melhor idéia da distribuição dos roubos por via”, explica o Cel. Souza.

“Nos centros urbanos maiores circula uma grande quantidade de veículos de cargas que trafegam mais devagar devido ao trânsito pesado nas vias. Só em São Paulo são cerca de 230 mil veículos por dia. Isso facilita a ação dos ladrões de oportunidade, pois o caminhão transitando lentamente vira um alvo fácil dos criminosos. É por isso que, se considerarmos os eventos com cargas no valor de até R$ 30 mil, os roubos que ocorrem em área urbana são mais de 75% do total. ”, diz Souza.

OPINE! – opiniao@transportabrasil.com.br

Acompanhe abaixo o infográfico que mostra um panorama do roubo de cargas no Estado de São Paulo. Clique na primeira imagem para ativar a apresentação e utilize as setas que aparecem ao passar o mouse nos cantos das imagens para navegar:

[nggallery id=24]

COMMENTS