Crescimento da aviação regional pode dar novo fôlego à Embraer, diz Lula

“A Embraer tem 90% de suas vendas para o exterior. À medida que as encomendas caem, os empregos também caem”, afirmou o presidente

Antaq apresentará a dinamarqueses opções de investimento no Brasil nas áreas portuária e de navegação
Na Star Alliance, TAM ganha proteção a crises
Varejistas voltam a apostar em terceirização da área logística

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (2) que o crescimento da aviação regional pode dar um novo fôlego à Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer). Em entrevista coletiva em São Paulo, Lula evitou fazer novas críticas às recentes demissões na empresa e disse que os cortes eram esperados.

“A Embraer tem 90% de suas vendas para o exterior. À medida que as encomendas caem, os empregos também caem”, afirmou o presidente. “Temos que resolver o problema da aviação regional para ver se compramos mais aviões da Embraer”, acrescentou Lula.

Para ele, é preciso também que a preferência nas compras aéreas nacionais passe a ser pelos aviões produzidos aqui. “Não podemos nos queixar dos outros países, porque as próprias empresa brasileiras não usam os aviões da Embraer. Não dá para entender por que essas empresas usam Boeing e Airbus e não usam os aviões da Embraer.”

Link para a matéria

COMMENTS