DER trabalha na conservação de mais três rodovias no Noroeste

Nas últimas semanas, máquinas e funcionários iniciaram serviços na PR-180 , entre o rio Piquiri e Cruzeiro do Oeste; na PR-468, entre Umuarama e a BR-369; e na PR-479 de Tapejara do Oeste até Moreira Sales

Rapidão Cometa lança novo produto
Petrobras inaugura hoje usina de biodiesel de R$ 95 milhões
CET usa estratégias de marketing para inflar benefícios das restrições em SP

O Governo do Paraná trabalha na melhoria de mais três rodovias na região Noroeste. Nas últimas semanas, máquinas e funcionários iniciaram serviços na PR-180 , entre o rio Piquiri e Cruzeiro do Oeste; na PR-468, entre Umuarama e a BR-369; e na PR-479 de Tapejara do Oeste até Moreira Sales. As intervenções fazem parte do programa de Conservação Total ,que prevê melhorias em 9 mil quilômetros de estradas paranaenses até 2010.

O secretário dos Transportes, Rogério W. Tizzot, explicou que as melhorias abrangem, nos três trechos, 220 quilômetros de rodovia e devem seguir pelos próximos três meses. “ Estão sendo executadas intervenções localizadas. São serviços de conservação rotineira que melhoram as condições das rodovias, evitam a degradação do pavimento e garantem viagens mais seguras para os motoristas”, disse.

Segundo informações do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a primeira etapa das obras nos cerca de 80 quilômetros entre o Rio Piquiri e Cruzeiro do Oeste, passando por Quarto Centenário e Goioerê (PR-180), deve ser finalizada em abril. “No momento, as equipes trabalham com tapa-buracos para, na sequência, aplicar uma nova camada de asfalto nos pontos mais críticos”, explicou secretário dos Transportes.

Na mesma situação estão os serviços nos cerca de 90 quilômetros entre Umuarama e a BR-369, passando por Mariluz, Moreira Sales, Paraná do Oeste, Janiópolis e Boa Esperança.

Já os trabalhos de recuperação do trecho entre Tapejara e Moreira Sales (PR-479) estão sendo executados por administração direta – com mão de obra e equipamentos do próprio DER. Dos 50 quilômetros que distanciam as duas cidades, sete estão finalizados.

PROGRAMA – As ações são uma continuação do Programa de Recuperação de Rodovias realizado pelo governo do Paraná desde 2003. “Com investimento de mais de R$ 1,5 bilhão conseguimos recuperar cerca de 8 mil quilômetros e reverter o estado de degradação em que a malha rodoviária paranaense se encontrava. Agora, é fundamental continuar os investimentos em conservação e manutenção para não perdemos aquilo que foi feito”, completou Tizzot.

Link para a matéria

COMMENTS