Restrição a carretas em Santa Catarina

Entre os dias 20 e 25 , só no dia 23 será permitido o tráfego de todos os tipos de veículos de carga

Homero Pereira vai presidir frente parlamentar da logística
Novo vôo para a Bahia é lançado nos EUA
TAM Cargo inicia operação de novo terminal

A perspectiva é de congestionamento no trecho sul-catarinense da BR-101, devido às obras de ampliação. A alternativa escolhida pelo Dnit para driblar a confusão é restringir a circulação de caminhões na estrada.

Entre os dias 20 e 25, só no dia 23 será permitido o tráfego de todos os tipos de veículos de carga. Nas demais datas, não poderão trafegar os cegonheiros (que carregam automóveis), grandes carretas (de comprimento maior do que 18 metros) e as carretas “Romeu e Julieta” (bitrem ou articuladas). A restrição é de no mínimo seis horas por dia, nos horários de maior movimento. Na sexta-feira, por exemplo, será das 18h à 0h. No sábado, das 6h às 12h.

Além do movimento, outro fator contribui para congestionamentos. É que a BR-101 virou um gigantesco canteiro de obras, especialmente nos 248,5 quilômetros entre Passo de Torres e Palhoça, em Santa Catarina – alvo da duplicação.

Contrapontos – O que diz a assessoria de imprensa do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), sobre a RS-389

“Foi contratada sinalização e colocação de guard-rails. A pintura deve começar este mês. Não há prazo para término. A respeito dos guard-rails, serão 10 mil metros e cerca de 2 mil já foram instalados. Com relação à RS-040, serão tapados buracos nos acostamentos.”

O que diz o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), sobre a BR-101

O superintendente regional, Vladimir Casa, reconhece que a pista do trajeto gaúcho da rodovia está com vários defeitos. Com relação ao acostamento, será feita manutenção. Os buracos foram tapados, mas permanecem as ondulações. Ele diz que isso acontece porque vários trechos serão substituídos por pistas novas e outros nem serão mais utilizados, após a duplicação. Ele recomenda aos condutores de automóveis que optem preferencialmente pela Estrada do Mar.

O que diz a Concepa, sobre a freeway

Odenir Sanchez, diretor-presidente da empresa que explora a concessão da freeway, diz que a estrada estará em obras de ampliação de pistas até 2011. Está sendo aumentado o tamanho das pistas e criada uma faixa de segurança interna. A ampliação das pistas acontece de segunda a quinta-feira. Nos outros dias é interrompida, para não atrapalhar o fluxo de veículos.

COMMENTS