Petroleiros farão greve nacional de 24 horas

O coordenador da FUP, João Antônio de Moraes, explicou que, como a paralisação é de apenas 24 horas, as atividades operacionais da Petrobras, como a produção de petróleo e o refino, não soferão interrupção

Amsted Maxion vende 1.100 vagões para MRS Logística
Câmara aprova atualização do Sistema Nacional de Viação
Lucro da Log-In cresce 64,5% em 2008

Petroleiros de todo o país prometem fazer uma greve de 24 horas, hoje, contra a realização da 10ª Rodada de Licitação de Áreas para exploração e produção de petróleo que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) vai realizar no próximo dia 18, no Rio. O indicativo da paralisação foi da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e aprovado pelos trabalhadores nos estados de Pernambuco, Paraíba, Amazonas, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Norte e São Paulo.

O coordenador da FUP, João Antônio de Moraes, explicou que, como a paralisação é de apenas 24 horas, as atividades operacionais da Petrobras, como a produção de petróleo e o refino, não soferão interrupção. Essas atividades serão mantidas pelos trabalhadores que permanecerão nas unidades, sem a troca de turnos. João Antônio disse que a FUP reivindica uma revisão na lei 9.478, que acabou com o monopólio do petróleo. Segundo o dirigente sindical, da forma como prevê a lei, na realidade desregulamenta um setor que é vital para o país.

COMMENTS