Funcionários da Boeing adiam greve por 48 horas

Cerca de 87% dos 27 mil funcionários da Boeing, filiados à Associação Internacional de Maquinistas e Operários Aeroespaciais (IAM), votaram nesta madrugada a favor da greve

Deputados definem agenda da comissão de desoneração do transporte
Movimentação de contêineres em Itajaí cresce 94%
Lucro da Wilson Sons despenca 71,1% no 4º tri

Cerca de 87% dos 27 mil funcionários da Boeing, filiados à Associação Internacional de Maquinistas e Operários Aeroespaciais (IAM), votaram nesta madrugada a favor da greve para rejeição do convênio coletivo trienal proposto pela empresa. No entanto, a paralisação foi adiada por mais 48 horas para a empresa e os funcionários tentarem chegar a um acordo.

A proposta final de Boeing era de um aumento de 11% do salário dos trabalhadores, além de outros benefícios e incentivos, mas o sindicato ficou insatisfeito.

‘Oferecemos para nossos funcionários o melhor pacote de pagamentos e benefícios na indústria aeronática’, afimou Doug Kight, vice-presidente de RH da Boeing. “Estamos desapontados com o resultado da votação’, completou ele.

De acordo com a Boeing, a greve pode acarretar prejuízos de US$ 120 milhões por dia. (Redação – InvestNews)

Link para a matéria

COMMENTS