Kassab promete flexibilizar restrição aos caminhões

Kassab anunciou que em novembro não haverá novas restrições para os VUCs

Lucro da Lutfhansa cai 74% com alta do petróleo
CNPE aprova aumento para 4% da mistura de biodiesel no diesel
Defesa do Consumidor debaterá itens de segurança de veículos

Mais de 200 pessoas participaram do café da manhã, realizado pelo SETCESP, com o prefeito de São Paulo e candidato a reeleição, Gilberto Kassab (DEM), ontem (12). O presidente do SETCESP, Francisco Pelucio, após comentar as medidas restritivas ao caminhão reivindicou maior flexibilização para o Veículo Urbano de Carga (VUC). “Precisamos da liberação de horário do VUC na Zona Máxima de Restrição Circulação (ZMRC), especialmente àqueles que atendam a inspeção veicular”, enfatizou Pelucio. Após lembrar que a conclusão das obras das alças da Rodovia Fernão Dias ao Terminal que leva o mesmo nome foi uma promessa cumprida, Pelucio falou da importância da expansão do terminal para abrigar um maior número de transportadoras. 

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) mencionou algumas realizações de sua gestão e mostrou-se disposto em flexibilizar as medidas restritivas aos caminhões. Anunciou que em novembro não haverá novas restrições para os VUCs, apesar de estar previsto na legislação. “Essa decisão é fruto do bom senso e diálogo com os representantes do setor”, disse. A importância do Rodoanel para aumentar a fluidez do trânsito de São Paulo, foi destacada por Kassab que prometeu continuar empenhado em viabilizar a obra e liberar recursos, em sua nova gestão. O prefeito ainda reconheceu a relevância da atividade. “Algo fundamental é dar condições de trabalho adequadas para quem faz o transporte de cargas. Para que ele possa cada vez mais, melhorar seu serviço, porque a nossa economia está atrelada ao transporte de carga. Transporte é fundamental na cidade, e ela precisa ser abastecida”. Kassab, ainda disse que seus compromissos serão: investir em recursos para o Rodoanel, para a saúde, educação e no transporte público, principalmente no metrô e ampliação de corredores de ônibus. “Prometo aqui, criar uma secretaria de mobilidade urbana na minha próxima gestão”.
O presidente da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) e da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo (Fetcesp), Flávio Benatti, afirmou que o caos no trânsito de São Paulo é conseqüência da falta de investimentos pesados na infra-estrutura de várias administrações. Informou que as medidas restritivas causam conseqüências econômicas para a cidade e ao Estado de São Paulo. “Os custos das operações de carga e descarga na ZMRC aumentaram e provocam reajuste no frete da ordem de 15%, conforme estudo da NTC&Logística”, disse.

O sub-prefeito da Vila Maria, Antonio Perosa, falou da conquista que foi as alças de acesso do terminal de cargas Fernão Dias e apresentou o plano de expansão do sistema viário interno e na área do entorno do terminal. “Temos que dar condições não só aos transportadores, mas também a todos da região, como fluidez no trânsito, áreas de serviço e lazer”, disse.

Estiveram presentes no encontro o secretário Municipal de Transportes, Alexandre de Moraes; secretário municipal de Infra-Estrutura Urbana e Obras, Marcelo Branco; secretário municipal do Esporte, Walter Feldmann; vereador Wadih Mutran; vereadora e presidente da comissão de Pólo Gerador de Tráfego, Bispa Lenice Lemos; superintendente regional do Departamento Nacional de Infra-estruturas de Transportes (Dnit), Ricardo Madalena; presidente em exercício do Sindicato das Empresas de Transporte Comercial de Carga do Vale do Paraíba (Sindivapa), Rafael Darrig Valente; os ex-presidentes do SETCESP, Urubatan Helou e Rui César Alves; os vice-presidentes do SETCESP, Monoel Souza Lima junior, Roberto Mira e Roberto Granero; os diretores do SETCESP, Antonio Luiz Leite e Celso Masson; coordenador dos janistas da Vila Maria e Vila Guilherme, Thobias Mandelman, e o representante do Sindicato das Empresas de Gerenciamento de Risco de São Paulo (Sindirisco), Ruy Luis de Andrade Gouvêa.

Link para a matéria

COMMENTS