Ladair Michelon, o primeiro cliente da Scania no Brasil

Ladair Michelon, o primeiro cliente da Scania no Brasil

Veterano caminhoneiro gaúcho conta em livro sua história como se tornou o primeiro proprietário de um caminhão fabricado pela Scania no Brasil

O Actros digital entrega ainda mais economia
Tabela de fretes em xeque: risco de nova greve?
FPT promove “pesca” de plástico em Minas Gerais

A Scania promoveu hoje em seu estande na Fenatran o lançamento do livro ‘Ladair Michelon – A História do homem que comprou o primeiro Scania fabricado no  Brasil’, que conta a história do veterano caminhoneiro gaúcho Ladair Michelon, primeiro cliente a adquirir um modelo da marca fabricado no Brasil. O ano era 1960 e o caminhão era um L75, apelidado depois de “João de Barro”. Quando foi retirar seu caminhão na concessionária Brasdiesel, de Caxias do Sul (RS), a surpresa: era o PRIMEIRO a ser produzido no Brasil. O negócio foi fechado a prazo, com entrada de 449.775,50 cruzeiros, mais 12 duplicatas de 123.750,00 cruzeiros, totalizando Cr$ 1.934.775,50, já com os 3% de impostos vigentes à época.

Com a aquisição, o pioneiro motorista, gaúcho de São Marcos, foi considerado o primeiro frotista Scania do Brasil e o motivo da inusitada compra –já que até então só rodavam nas estradas brasileiras modelos Scania importados– foi o fato de que Ladair precisava de um caminhão mais veloz e mais confiável do que seu velho “FeNeMê” para a importante missão de entregar as revistas O Cruzeiro, vindas do Rio de Janeiro, na capital de seu Estado, Porto Alegre.

“Eu fazia a entrega das revistas “O Cruzeiro” e era uma carga com horário apertadíssimo. Um dia, estava em viagem em meu FNM e fui ultrapassado por um caminhão Scania, importado na época. Quando cheguei em casa, não tive dúvida: cheguei a meu pai e disse que havia encontrado o caminhão certo para entregar as revistas. Fui à fábrica fazer o pedido e, com aquele caminhão, mudei a minha história”, diz Ladair Pedro Michelon, do Rodoviário Michelon, empresa que fez história no transporte brasileiro.

Nota fiscal do primeiro caminhão Scania produzido e vendido no Brasil. Descrição dos produtos: “Caminhão ‘Scania Vabis’ de 5,0 metros de entreeixos, com cabine fechada, pneus dianteiros de 110x20x1, 4 lonas e traseiros duplos (110x20x1), 4 lonas, mais roda sobressalente sem pneu, motor Diesel de 6 cilindros e 165 HP, caixa de câmbio sincronizada de 5 marchas à frente e uma à ré, transmissão auxiliar (reduzida), freio de ar comprimido Bendix-Westinghouse, eixo traseiro extrapesado, ferramentas, setas indicadoras de direção e tapete”

A Nota Fiscal, muito legível graças à caligrafia impecável do funcionário da Brasdiesel, revela os itens da compra: “Caminhão ‘Scania Vabis’ de 5,0 metros de entreeixos, com cabine fechada, pneus dianteiros de 110x20x1, 4 lonas e traseiros duplos (110x20x1), 4 lonas, mais roda sobressalente sem pneu, motor Diesel de 6 cilindros e 165 HP, caixa de câmbio sincronizada de 5 marchas à frente e uma à ré, transmissão auxiliar (reduzida), freio de ar comprimido Bendix-Westinghouse, eixo traseiro extrapesado, ferramentas, setas indicadoras de direção e tapete”.

Quando foi adquirir o seu, por obra do destino, foi o 1º fabricado no Brasil!. Um legítimo Scania Vabis com motor de seis cilindros de 165 cavalos, câmbio manual sincronizado de cinco marchas, na cor cinza claro, que sai de fábrica sob o número de chassis 403.192.

O primeiro Scania cumpriu seu trabalho com braveza e agilidade, transportando as revistas e muitos outros tipos de mercadorias pelo Brasil por um período de 10 anos. Aventuras Brasil afora que o ‘seu` Ladair conta, pelas letras hábeis do jornalista Dimas Barbosa Araújo.

Por Ricardo Panessa, especial para Agência Transporta Brasil

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS