Caça Gripen brasileiro faz primeiro voo em céus nacionais

Caça Gripen brasileiro faz primeiro voo em céus nacionais

Projeto realizado pela indústria sueca Saab, em cooperação com a Embraer e com a Força Aérea Brasileira, começa a entregar as primeiras aeronaves feitas no Brasil no ano que vem

Azul retoma as operações no aeroporto de Chapecó (SC)
Azul celebra um ano de operações em Ilhéus (BA)
Azul terá voo direto entre Belo Horizonte (MG) e Recife (PE)

O Projeto Gripen Brasil, realizado pela fabricante Saab, da Suécia, em parceria com a Embraer, a Força Aérea Brasileira e outras empresas parceiras, está saindo do papel. O Brasil comprou, em 2013, 34 caças Gripen em um projeto para que os aviões militares sejam produzidos em solo brasileiro, com transferência de tecnolocia.

Ontem, dia 23 de setembro, o primeiro Gripen brasileiro decolou do aeroporto de Navegantes, em Santa Catarina, e voou até a fábrica da Embraer, em Gavião Peixoto, no interior de São Paulo.

“A chegada do Gripen no Brasil e o seu primeiro voo são marcos importantes no Programa Gripen. Estamos orgulhosos dessa jornada ao lado de profissionais tão qualificados e comprometidos dos dois países”, comemora Micael Johansson, presidente e CEO da Saab. “Nós estamos seguindo o cronograma de entrega dos caças e mantemos o nosso compromisso de longo prazo com o Brasil”.

Transferência de tecnologia

O Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider, destacou o âmbito dessa parceria. “A Embraer desempenhará um papel de liderança na execução do programa Gripen no Brasil e será responsável pelo trabalho de desenvolvimento de sistemas, integração, testes de voo, montagem final e entrega das aeronaves de forma a apoiar a operação da Força Aérea Brasileira. Como parte da transferência de tecnologia o Programa Gripen será uma grande oportunidade para aumentar nosso conhecimento no desenvolvimento e manufatura de uma aeronave avançada de combate”.

Para o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, a chegada da primeira unidade da aeronave F-39 Gripen é um grande marco para o projeto. “É uma imensa satisfação para a Força Aérea Brasileira ver esta aeronave voando em território nacional. O F-39 Gripen, novo caça multimissão da Força Aérea Brasileira, será a espinha dorsal da Aviação de Caça e veio para reafirmar o compromisso da FAB em manter a soberania do País, defendendo os vinte e dois milhões de quilômetros quadrados sob sua responsabilidade”, ressalta Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

A partir de agora o programa de ensaios irá incluir o Centro de Ensaios em Voo do Gripen (GFTC, do inglês Gripen Flight Test Center) na Embraer, em Gavião Peixoto (SP), que será totalmente integrado ao programa de ensaios que já está em andamento na Saab, em Linköping, Suécia, desde 2017. As atividades no Brasil incluem testes nos sistemas de controle de voo e de climatização, assim como testes na aeronave em condições climáticas tropicais. Além dos ensaios que são comuns às aeronaves do Programa Gripen E, serão testados no Brasil características únicas das aeronaves brasileiras, como integração de armamentos e o sistema de comunicação Link BR2 – que fornece dados criptografados e comunicação de voz entre as aeronaves.

Os primeiros caças serão entregues à Força Aérea Brasileira, na Ala 2, em Anápolis (GO), a partir do final de 2021.

Clique aqui para conhecer nosso conteúdo no Facebook

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS