Embraer e Azul firmam acordo para venda de 30 jatos E195-E2

Embraer e Azul firmam acordo para venda de 30 jatos E195-E2

Contrato está estimado em US$ 3,2 bilhões; primeira entrega está prevista para o segundo trimestre de 2020

Vencedor do leilão de Viracopos não prevê investimentos em curto prazo
Azul Linhas Aéreas transforma aeronaves de sua frota em cargueiros
Gol será um dos maiores operadores do novo Boeing 737 MAX

embraer-dentro-azul

A fabricante de aeronaves Embraer e a companhia de transporte aéreo Azul chegaram recentemente a um acordo final para a venda firme de 30 jatos E195-E2.

O contrato, anunciado como Carta de Intenções em julho do ano passado, também contempla direitos de compra para 20 jatos adicionais do mesmo modelo, elevando o potencial da encomenda total para até 50 aviões E195-E2.

O contrato para os E-Jets E2 tem valor estimado de US$ 3,2 bilhões pelo atual preço de lista da Embraer, caso todos os direitos de compra também sejam exercidos. Os pedidos firmes serão adicionados à carteira de pedidos da Embraer do segundo trimestre de 2015. A primeira entrega está prevista para o segundo trimestre de 2020.

“A parceria com a Embraer, desde a fundação da Azul, foi decisiva para consolidarmos nosso plano de negócios e assim crescer no mercado de aviação doméstico. Ao escolher aviões construídos e desenvolvidos no País, a Azul contribui para a manutenção e geração de empregos, assim como para o desenvolvimento da economia brasileira”, afirma David Neeleman, CEO da Azul.

Atualmente, a companhia aérea brasileira tem um total de 82 E-Jets em operação e mais seis pedidos em carteira. A empresa opera a maior frota de jatos E195 no mundo.

A primeira entrega de um E-Jet E2 (o E190-E2) está prevista para o primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e o E175-E2, em 2020.

COMMENTS