ANAC fiscaliza seis aeroportos de São Paulo e encontra mais de 90 aeronaves irregulares

Operação ocorreu entre 7 e 10/5 nas unidades de Congonhas, Campo de Marte, Jundiaí, Sorocaba, Amarais e Bragança Paulista

Ranking aponta Qantas como a companhia aérea mais segura do mundo
Airbus quer dobrar frota de aeronaves da América Latina nos próximos 18 anos
Companhia aérea japonesa apresenta avião inspirado em Star Wars

aeroporto-congonhas-pista

Cerca de 350 aeronaves da aviação geral foram fiscalizadas durante a 5ª Operação Especial de Fiscalização da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), que aconteceu de 7 a 10/5 em seis aeroportos de São Paulo (Congonhas, Campo de Marte, Jundiaí, Sorocaba, Amarais e Bragança Paulista).

Também colaboraram com a operação a Receita Federal, Polícia Federal e o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), sob a coordenação da SAC (Secretaria de Aviação Civil). A fiscalização ocorreu simultaneamente nas seis unidades, das 7 às 19h, e contou com cerca de 170 servidores de todos os órgãos envolvidos.

Os inspetores de aviação civil da Agência fizeram a fiscalização das operações, de aeronaves, de pilotos, de empresas e profissionais envolvidos na manutenção de aeronaves. No total, foram realizadas 350 abordagens em aeronaves, sendo que 92 foram impedidas de voar por apresentarem irregularidades que poderiam comprometer a segurança de voo.

O Comando da Aeronáutica monitorou o cumprimento das regras de tráfego aéreo e dos perfis dos voos. Ao todo, 3.433 planos de voo foram fiscalizados em tempo real somente na região da Operação, sendo que 26 apresentaram algum tipo de irregularidade e foram punidos com auto de infração.

O apoio de policiais federais foi requerido para segurança da operação durante toda a ação e também para atuação em casos de identificação de ilícitos. Já a Receita Federal teve como foco averiguar o processo de importação de aeronaves estrangeiras, mercadorias e peças de reposição também de procedência estrangeira.

Desde o início de 2013, foram quatro operações: no Rio de Janeiro (capital), na região de Angra dos Reis (RJ), na região Oeste de São Paulo, e em Manaus (AM). Outras fiscalizações especiais estão programadas para este ano.

COMMENTS