Hamburg Süd encerra 2014 com faturamento de mais de € 5 bi

Juntamente com a subsidiária Aliança, a companhia marítima movimentou cerca de 3,4 milhões de contêineres

ATM inaugura terminal retroportuário em Itapoá (SC)
Aliança adquire dois novos porta-contêineres para cabotagem
Aliança lança serviço para ampliar operações no Mercosul

navio-mar-hamburg

A companhia de transportes marítimos Hamburg Süd finalizou 2014 com 5,4% de crescimento nos embarques de contêineres. Por consequência, não foi possível reduzir a capacidade excedente e o frete registrou queda na maioria dos mercados. De acordo com a companhia, o fraco desempenho econômico do Brasil, Argentina e Venezuela contribuíram para a queda, e em alguns casos, foi negativo o crescimento nas rotas Norte-Sul.

A empresa e sua subsidiária brasileira Aliança conseguiram aumentar o volume de transporte em 2%, totalizando 3,4 milhões de contêineres. Com os fretes em queda e o enfraquecimento do dólar, os negócios caíram cerca de 1%, registrando um faturamento de € 5,2 bilhões.

O número de profissionais do Grupo Hamburg Süd aumentou 4% em comparação com o ano anterior, encerrando em 5.360 colaboradores (incluindo a tripulação de 1.383 e excluindo estagiários).

As despesas com capital situou-se em € 348 milhões, em torno de 23% menos do que 2013, e foram integralmente financiadas pelo fluxo de caixa. Este compreende, principalmente, depósitos e pagamentos por dez navios com capacidades que variam entre 4.800 e 9.600 contêineres.

A Hamburg Süd apresentou um aumento de 2,3% na movimentação de cargas, encerrando com 3.375.000 contêineres. Os fretes sofrerem alta pressão em razão da capacidade adicional verificada nos mercados da Ásia. O comércio Norte-Sul, sobretudo, impactou severamente nas rotas da América do Sul, causando um acréscimo na capacidade de tonelagem. Mesmo com o aumento do transporte, os custos com combustível foram reduzidos em torno de 11%.

Em 31 de dezembro de 2014, a frota da Hamburg Süd totalizava 168 navios, 46 dos quais próprios. Destes, 112 foram colocados em operação em serviços regulares e 56 afretados em operações tramp (graneleiros e petroleiros).

COMMENTS