Hidrovia Tietê-Paraná transporta 264 mil toneladas de madeira e celulose no 1º semestre de 2013

Novos produtos movimentados contribuíram para aumento das operações na rota, que cresceu 50% nos seis últimos anos

Rios Tapajós, Teles Pires e Juruena podem ganhar rota de transporte por hidrovia
ANTAQ solicita normalização do transporte de cargas por meio da hidrovia Tietê-Paraná
Hidrovia em Nova Xavantina (MT) avança e pode ganhar primeiros contornos

tiete-parana-hidrovia

A Hidrovia Tietê-Paraná começa a transportar madeira e celulose em 2013. No primeiro semestre deste ano, a hidrovia recebeu 210 mil toneladas de madeira e 54 mil toneladas de celulose.

A carga de madeira vem de Anhembi (SP) e é entregue em Três Lagoas (MS). A celulose sai do terminal de Três Lagoas, local onde também é processada, e é desembarcada em Pederneiras (SP).

Em 2012, a hidrovia recebeu 6,2 milhões de toneladas. Entre os produtos escoados pelo Tietê estão areia (1.181.601 ton.), soja (1.059.726 ton.), cana (935 mil ton.) e milho (602 mil ton.). De janeiro a junho de 2013, foram transportados pela hidrovia 2.443.141 toneladas. A movimentação aumentou 50% nos seis últimos anos, passando de 3,9 milhões de ton. (2006) para 6,2 milhões de ton.

“A hidrovia retira os caminhões das estradas, é um meio de transporte mais seguro, econômico e que respeita o Meio Ambiente por emitir menos gases poluentes e de efeito estufa (CO2)”, diz Casemiro Tércio Carvalho, diretor do Departamento Hidroviário do Estado que administra o trecho paulista.

A Hidrovia Tietê-Paraná receberá investimentos de R$ 1,5 bilhão para modernização e extensão da navegação, por meio de convênio firmado entre o governo do Estado e governo Federal. Deste montante, 900 milhões são recursos provenientes do PAC 2 e R$ 600 milhões do Tesouro do Estado para obras de eliminação de gargalos, como ampliação e proteção de vãos de pontes, melhoria nas eclusas e retificação e dragagem de canais.

Este pacote de melhorias permitirá a atração de cerca de 12 milhões de toneladas de cargas, o que representa o dobro da movimentação atual.

COMMENTS