Crise derruba lucro da Randon em quase 80% no 3º trimestre

Com um ano de retração da produção de veículos de carga, a fabricante de implementos registrou baixa de mais de 16% nas vendas de reboques e semirreboques

Grupo Tracker atualiza software de produto para monitoramento e gerenciamento logístico
Abrange logística recebe manutenção de certificado ISO 9001
GOL e TAM retomam voos para Argentina e Uruguai

O grupo Randon, fabricante de implementos rodoviários com sede em Caxias do Sul (RS), encerrou o terceiro trimestre com retração de 79,5% no lucro líquido ante o mesmo período de 2011, obtendo R$ 12,9 milhões.

O resultado foi influenciado pela redução dos volumes de produção nas principais linhas e com a retração da margem bruta e do lucro antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda).

Pressionado pela “menor produtividade e eficiência fabril, já que o nível de atividade ainda não recuperou seus patamares regulares”, pela contração das vendas em setembro e pela indenização referente à rescisão contratual com um distribuidor, o Ebitda caiu 41,6% ante o terceiro trimestre de 2011, para R$ 79,4 milhões.

Os volumes de vendas tiveram baixa de 16,5% na linha de reboques e semirreboques no terceiro trimestre, para 5.480 unidades, de 10,3% no segmento de materiais de fricção, para 8,2 mil toneladas, de 30,9% em freios, para 203,7 mil unidades, e de 44,5% em sistemas de suspensão e rodagem, para 84,8 mil unidades. Em contrapartida, houve alta de 41,2% na linha de vagões ferroviários, para 120 unidades, e de 44,5% no segmento de fundidos, para 5,9 mil toneladas.

COMMENTS