PF de São Paulo volta ao trabalho após 70 dias de greve

Possibilidade de reabertura das negociações com o governo federal motivou a decisão

Governo aumenta punição e greve dos caminhoneiros perde força
Metalúrgicos da Volvo voltam ao trabalho após três dias de greve
Caminhoneiros voltam a bloquear rodovias em alguns estados

O Sindicato dos Servidores da Polícia Federal (SINDPOLF/SP), em resultado da assembleia realizada na última quinta-feira (11), anunciou o fim das paralisações da categoria, após 70 dias de greve. Entidades de outros estados vão se reunir ainda nesta semana para definir o andamento das manifestações.

A decisão foi tomada mediante possibilidade de o governo federal reabrir as negociações com a categoria após o fim da greve.

A greve teve início no dia 7 de agosto em todo o país com apenas 30% do efetivo em serviço nesse período.

Em agosto, o governo propôs um reajuste salarial de 15%, mas os policiais rejeitaram a proposta já que a reivindicação dos agentes, escrivães e papiloscopistas era pela regulamentação em lei, das funções exercidas pelos policiais nas carreiras de nível superior.

De acordo com o SINDPOLF, por ano, cerca de 200 policiais federais deixam a instituição por falta de perspectivas profissionais.

Assista ao vídeo divulgado pelo Sindicato dos Policiais Federais, que justifica a manutenção da greve: Saiba por que os Policiais Federais estão em Greve

COMMENTS