Governo cria estatal para promover trem de alta velocidade

Bernardo Figueiredo, ex-diretor-geral da ANTT, foi eleito diretor-presidente da Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade S.A., estatal vinculada ao Ministério dos Transportes que já nasce com um capital inicial de R$ 50 milhões

ALL finaliza primeira etapa da duplicação da ferrovia entre Campinas e Santos (SP)
DAESP comemora 40 anos como autarquia
Roubo de Cargas no Estado de São Paulo tem redução de 6% em 2010

O Governo Federal, por meio de assembleia ministrada pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) constituiu a criação de uma empresa estatal para representar os interesses do governo no planejamento e desenvolvimento do projeto do trem-bala que ligará Campinas (SP) a São Paulo e Rio de Janeiro.

A Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade S.A. (ETAV) estará vinculada ao Ministério dos Transportes e será presidida por Bernardo Figueiredo ex-diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que terá inicialmente, R$ 50 milhões como capital para a execução de atividades da companhia, que entre as responsabilidades, deverá evitar novos atrasos no projeto do trem-bala.

Durante a assembleia de criação da estatal, também foram eleitos os integrantes dos conselhos administrativo (Consad) e fiscal (Confis) e todos os participantes foram empossados pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos.

Fazem parte do Consad os representantes do Ministério dos Transportes Miguel Masella (presidente), Nélida Madela e Dino Batista; Maurício Muniz, do Ministério do Planejamento; e Luiz Antonio Rodrigues Elias, do Ministério de Ciência e Tecnologia.

No caso do Confis, os representantes são Adelaide Cristina de Oliveira e Francisco Antônio Martins, ambos do Ministério dos Transportes e Débora Peters, do Ministério da Fazenda.

COMMENTS