Aéreas regionais pedem redução do ICMS sobre o combustível

Empresas, por meio da Abetar, Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional, pedem redução do impacto dos tributos sobre um de seus insumos mais caros

Passaredo suspende temporariamente operações em aeroporto no TO
Azul Linhas Aéreas inicia operações no Aeroporto Tom Jobim (RJ)
Japi Aeronaves recebe homologação para atender jatos CJ3

As empresas aéreas que operam a malha regional no Brasil, organizadas por meio da Abetar (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional), solicitam redução do ICMS sobre o querosene de aviação, um dos itens com maior impacto de custos nas operações, com cerca de 40% de participação na planilha.

Nesta semana, representantes da entidade e da Trip Linhas Aéreas assinaram um Protocolo de Intenções com o governo do Mato Grosso para incentivar a redução. Segundo a Abetar, a Trip tem planos de expansão das operações no Estado e quer incentivos fiscais. “A Abetar tem trabalhado junto aos governos estaduais pela adoção de políticas de incentivo à expansão das rotas operadas pelas nossas associadas. A redução do ICMS cobrado sobre o QAV é uma importante ferramenta, pois o custo com combustíveis representam cerca de 40% do total dos gastos das empresas”, destaca o presidente da associação, Apostole Lazaro Chryssafidis.

Empresas associadas à Abetar: Trip Linhas Aéreas, Avianca, Passaredo Linhas Aéreas, NHT Linhas Aéreas, Air Minas Linhas Aéreas, Meta Linhas Aéreas, Team Brasil Linhas Aéreas, Rico Linhas Aéreas, Abaeté, Sol Linhas Aéreas e Puma Air Linhas Aéreas.

COMMENTS