UPS aumenta estrutura de carga para importação e exportação

A UPS substituiu Boeing 757, com capacidade de transportar 182 toneladas, pelo modelo 767, mais moderno e com capacidade operacional incrementada em 20%

Gefco Logística traz serviço especial para o Brasil
Rolls-Royce firma contrato de R$ 70 milhões com a Marinha americana para manutenção de motores T56
Embraer fecha contrato de manutenção de jatos E190 com empresa da Mongólia

A empresa de transporte e logística UPS adicionou à sua frota aérea um Boeing 767 para suporte à exportação e importação na Argentina, Brasil e Colômbia. Ao substituir o Boeing 757 pelo 767, a empresa aumentou em 20% a sua capacidade de carga aérea internacional, passando de 182 toneladas por entrega para 217t, possibilitando assim atender às demandas de mais quantidades de pacotes ou pacotes maiores.

A UPS está entre as maiores empresas de entrega de pacotes e nona maior companhia aérea do mundo. Tendo sua sede de operações aéreas em Kentucky, nos EUA, a empresa faz mais de 1700 vôos domésticos e internacionais por dia, atendendo a mais de 800 aeroportos no mundo. O novo Boeing fará voos quatro vezes por semana para realizar entregas dos pacotes com melhor frequência.

“Esse investimento reafirma o compromisso da UPS com o Brasil e proporciona a infraestrutura necessária para que as empresas possam ter acesso ao mercado global sem restrições de volume.” Afirma a presidente da UPS no Brasil, Nadir Moreno.

Por Nayra Brighi – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS