Falta de travamento adequado das vigas foi causa do acidente no Rodoanel, segundo IPT

Laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas traz a conclusão da análise técnicas das causas do acidente ocorrido nas obras do Trecho Sul do Rodoanel em novembro, com a queda de três vigas nas pistas. Documento aponta falta de travamento das vigas e mau posicionamento no viaduto

Portos paranaenses registram aumento de movimentação em todos os tipos de carga
Sprinter quer mais mercado e comemora 20 anos de Brasil
TGestiona fecha sete novos contratos no 1º trismestre do ano

O acidente ocorrido em 13 de novembro do ano passado nas obras do Trecho Sul do Rodoanel foi conseqüência da falta de travamento das vigas, segundo laudo técnico do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). O Instituto divulgou o documento no final de dezembro com a conclusão da análise técnica das causas do acidente.

O IPT aponta como causa do acidente  o surgimento de uma força horizontal não contida pelo travamento adotado, tendo,  como conseqüência,  o deslizamento e tombamento das vigas, causando sua ruptura. Este fenômeno, segundo o IPT, se deu pela conjugação de 3 fatores: a) falta de horizontalidade das superfícies das bases de apoio; b) insuficiência de atrito na interface das vigas com as bases de apoio e c) falta de travamento adequado das vigas.

Para a continuidade dessa obra, o IPT recomenda adequações nos controles de nivelamento e assentamento das vigas sobre as bases de apoio somadas com processos que garantam a rugosidade e coeficientes de atrito adequados a eventuais esforços horizontais, bem como sistemas de travamento provisórios que garantam que as vigas não possam sofrer deslocamentos na direção transversal.

Esclarecidas pelo IPT as causas do desabamento, serão tomadas as devidas providências de natureza técnica e os trabalhos relativos ao viaduto serão retomados de forma segura, sendo acompanhados pelo instituto. Acrescente-se que o IPT acompanhará as provas de carga de todas as obras de arte do Rodoanel.

COMMENTS