Truckvan e Novartis criam Carreta da Saúde para auxiliar na luta contra a hanseníase

Com 20 metros de comprimento, a Carreta da Saúde, projetada pela Truckvan, é equipada com cinco consultórios e um laboratório para realização dos exames de diagnósticos

Caminhoneiro sem saúde trabalha com sacrifício
Truckvan entrega quatro unidades móveis de saúde da mulher para o governo de MG
Projeto Caminhoneiro Nota 10 atende gratuitamente profissionais de todas as regiões

carreta-da-saude-novartis-t

Desde agosto até dezembro, a Truckvan, empresa de transporte especializada em baús e carretas customizadas, e a Novartis, empresa que tem como objetivo tornar acessível o tratamento de doenças negligenciadas, desenvolvem o projeto “Carreta da Saúde” na luta contra a hanseníase. Apesar de a doença ter sido extinguida na maioria dos países, no Brasil ela ainda tem grande incidência e é alvo de preconceito.

Com 20 metros de comprimento, a Carreta da Saúde, projetada pela Truckvan, é equipada com cinco consultórios e um laboratório para realização dos exames de diagnósticos. Há também ambientes climatizados com ar-condicionado, banheiro, palco com sistema de som, projetor multimídia com telão e elevador hidráulico, para acesso de cadeirantes e idosos. Seu gerador de energia próprio tem capacidade para atender cerca de 15 mil pessoas por ano.

No veículo, os atendidos recebem informações sobre a doença e seus sintomas, passam por consultas com médicos, realizam exames para verificação se são portadores e, em caso positivo, recebem na hora e gratuitamente o medicamento da Novartis para o tratamento no primeiro mês.

A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, causada pela bactéria Mycobacterium leprae e é transmitida pelo ar, por meio de espirro, tosse ou fala de um indivíduo já contaminado. Entre seus principais sintomas está a presença de manchas dormentes esbranquiçadas ou avermelhadas, insensíveis ao tato, à dor e ao calor.

No Brasil, em 2008, cerca de 40 mil casos da doença foram diagnosticados, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde.

Por: Bruno Martins – Redação Portal Transporta Brasil

COMMENTS