Impostômetro alcançará R$ 700 bilhões na manhã de segunda-feira

A estimativa da Associação Comercial para o fim do ano, é que os tributos pagos pelos brasileiros cresçam de 11% a 12% a mais do que o ano passado, ou seja, ultrapasse R$ 1 trilhão

Autopeças querem IPI menor até dezembro
Porto de Santos tem queda de movimentação de cargas no primeiro semestre
Petrobras diz que vai fornecer diesel com menos enxofre no prazo, mas só para veículos novos

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) marcará na manhã desta segunda-feira, 08 de setembro, por volta das 6h45, R$ 700 bilhões em tributos municipais, estaduais e federais pagos pelos brasileiros desde 1º de janeiro deste ano. No mesmo período de 2007, esse valor foi alcançado 33 dias mais tarde, 11 de outubro. Em 2006 os R$ 700 bilhões foram alcançados em 11 de novembro.

A estimativa da Associação Comercial para o fim do ano, é que os tributos pagos pelos brasileiros cresçam de 11% a 12% a mais do que o ano passado, ou seja, ultrapasse R$ 1 trilhão.

O Impostômetro que está instalado no prédio da ACSP e desde abril de 2005 mostra em tempo real o quanto já foi arrecadado, apontou que em dezembro de 2007 esse valor chegou a R$ 921 bilhões, e nessa mesma época em 2006 esse valor totalizou R$ 812,7 milhões.

Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), vê com preocupação os números do Impostômetro. “Porque vem se confirmando mês a mês um avanço substancial no montante de impostos arrecadados no País”, disse. Isso quer dizer, salientou Burti, que continua crescendo a transferência se recursos do setor privado para o Estado, sem a melhoria desejada nos serviços prestados pelo setor público ao cidadão contribuinte, e prejudicando a competitividade do produto nacional.

Contudo, Burti acha que mudar a gestão dos recursos pode representar uma oportunidade para reverter essa situação e contribuir para o desenvolvimento nacional. “Se os governos em todos os seus níveis, Federal, Estadual e Municipal, adotarem agora um estilo de gestão empresarial, visto que hoje a concorrência não é mais apenas entre empresas, mas entre países, e aproveitando as perspectivas favoráveis geradas pelas descobertas de petróleo no pré-sal, teremos uma chance real de ver o Brasil ingressar realmente no rol das economias desenvolvidas”, concluiu.

O pagamento de cada tributo, como Cide, Cofins, CSLL, FGTS, Fundaf, ICMS, IR, IPI, ITR, PIS/PASEP e muitos outros pode ser visto individualmente pela internet.

No site é possível acompanhar também os tributos que foram pagos pelos brasileiros nos anos anteriores, visualizar o pagamento por estado, produto e até mesmo comparar as arrecadações. Outra possibilidade é verificar o quanto todos pagam no ano, no mês, no dia e a cada hora, minuto e segundo.

O Impostômetro está instalado no prédio da ACSP, rua Boa Vista, 51, Centro, e também pode ser visualizado na internet, no endereço: www.impostometro.com.br .

COMMENTS