Impostômetro alcançará R$ 700 bilhões na manhã de segunda-feira

A estimativa da Associação Comercial para o fim do ano, é que os tributos pagos pelos brasileiros cresçam de 11% a 12% a mais do que o ano passado, ou seja, ultrapasse R$ 1 trilhão

Senadores aprovam pagamento parcelado do DPVAT
Perdigão nega fusão e Sadia vende R$ 1,5 bi em ativos para saldar dívida
Isenção do IPI deve ser prorrogada

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) marcará na manhã desta segunda-feira, 08 de setembro, por volta das 6h45, R$ 700 bilhões em tributos municipais, estaduais e federais pagos pelos brasileiros desde 1º de janeiro deste ano. No mesmo período de 2007, esse valor foi alcançado 33 dias mais tarde, 11 de outubro. Em 2006 os R$ 700 bilhões foram alcançados em 11 de novembro.

A estimativa da Associação Comercial para o fim do ano, é que os tributos pagos pelos brasileiros cresçam de 11% a 12% a mais do que o ano passado, ou seja, ultrapasse R$ 1 trilhão.

O Impostômetro que está instalado no prédio da ACSP e desde abril de 2005 mostra em tempo real o quanto já foi arrecadado, apontou que em dezembro de 2007 esse valor chegou a R$ 921 bilhões, e nessa mesma época em 2006 esse valor totalizou R$ 812,7 milhões.

Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), vê com preocupação os números do Impostômetro. “Porque vem se confirmando mês a mês um avanço substancial no montante de impostos arrecadados no País”, disse. Isso quer dizer, salientou Burti, que continua crescendo a transferência se recursos do setor privado para o Estado, sem a melhoria desejada nos serviços prestados pelo setor público ao cidadão contribuinte, e prejudicando a competitividade do produto nacional.

Contudo, Burti acha que mudar a gestão dos recursos pode representar uma oportunidade para reverter essa situação e contribuir para o desenvolvimento nacional. “Se os governos em todos os seus níveis, Federal, Estadual e Municipal, adotarem agora um estilo de gestão empresarial, visto que hoje a concorrência não é mais apenas entre empresas, mas entre países, e aproveitando as perspectivas favoráveis geradas pelas descobertas de petróleo no pré-sal, teremos uma chance real de ver o Brasil ingressar realmente no rol das economias desenvolvidas”, concluiu.

O pagamento de cada tributo, como Cide, Cofins, CSLL, FGTS, Fundaf, ICMS, IR, IPI, ITR, PIS/PASEP e muitos outros pode ser visto individualmente pela internet.

No site é possível acompanhar também os tributos que foram pagos pelos brasileiros nos anos anteriores, visualizar o pagamento por estado, produto e até mesmo comparar as arrecadações. Outra possibilidade é verificar o quanto todos pagam no ano, no mês, no dia e a cada hora, minuto e segundo.

O Impostômetro está instalado no prédio da ACSP, rua Boa Vista, 51, Centro, e também pode ser visualizado na internet, no endereço: www.impostometro.com.br .

COMMENTS