Comércio já fala em desabastecimento devido às restrições em SP

Varejo já começa a sentir os efeitos das restrições aos caminhões em São Paulo, com aumento de custos e dificuldades em reabastecer as prateleiras

Ações individuais são mais eficientes para contestar o FAP
Brasil e Colômbia firmam acordo para comércio de veículos leves livre de taxação
Ibama emite licença prévia para construção de dutos para o transporte do etanol

Com um mês de vigência, a restrição aos veículos de carga na cidade de São Paulo já começa a trazer efeitos em setores da economia, principalmente os pequenos estabelecimentos do comércio. De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, pequenos varejistas são os mais afetados pela medida e já falam em desabastecimento e aumento de 30% nos custos.

Alguns estabelecimentos já implementaram esquemas de compra de mercadorias em atacados, e não mais diretamente dos fabricantes, para amenizar o efeito das dificuldades no transporte das cargas.

Outro impacto, desta vez nas grandes redes varejistas, é com a contratação de equipes noturnas, para receber as cargas dentro do horário permitido pelo Decreto da circulação de caminhões na cidade.

COMMENTS