Terminais do Porto do Rio de Janeiro farão dragagem para receber os maiores porta-contêineres do País

Obras contratadas pelo Governo Federal permitirão a utilização total da capacidade de operação dos terminais da Libra e Multiterminais

Obra no Porto de Ilhéus (BA) permitirá ampliação da capacidade de recebimento e escoamento de cargas
SEP lançará editais para obras de dragagem em 20 portos até o fim do ano
DTA Engenharia vence licitações portuárias de mais de R$ 55 mi em SP e PR

porto paranagua

No início de 2016, começarão as obras de dragagem do canal de acesso ao Porto do Rio de Janeiro, o segundo mais importante do país. A ordem de serviço foi assinada na semana passada pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro da Secretaria Especial de Portos (SEP), Helder Barbalho. As obras demandarão um investimento público de 210 milhões de reais e fazem parte do Programa de Investimentos em Logística (PIL) do Governo Federal.

+ Emplacamento eletrônico começará a valer a partir de 1º de janeiro

A dragagem permitirá que os grupos Libra e Multiterminais – operadores privados de terminais de contêineres do Porto do Rio de Janeiro – utilizem plenamente a capacidade de operação recentemente expandida. Nos últimos dois anos, os grupos investiram 1 bilhão de reais na modernização e ampliação de seus terminais na capital fluminense. Com isso, a capacidade de operação total aumentou 74%, passando de 920 000 TEUs para 1,6 milhão de TEUs.

Graças às obras de dragagem, o Porto do Rio de Janeiro e os terminais da Multiterminais e do Grupo Libra poderão receber navios com até 345 metros de comprimento, 48 metros de boca e 13,5 metros de calado, com capacidade de até 8000 TEUs  (medida equivalente a 20 pés) — as maiores embarcações porta-contêineres que frequentam a costa brasileira. Atualmente, aportam navios com capacidade para transportar até 4 500 TEUs. Com a dragagem, o Porto do Rio de Janeiro poderá receber navios graneleiros de 75 000 toneladas de porte bruto.

+ Modern Logistics fecha contrato de abastecimento com a BR Aviation e AirBP

Segundo Luiz Henrique Carneiro, presidente da MultiRio e da Multicar, empresas do Grupo Multiterminais, e Marcelo Araujo, presidente-executivo do Grupo Libra, os investimentos públicos e privados elevam significativamente o patamar competitivo do Porto do Rio de Janeiro e são uma demonstração da importância estratégica e da visão de longo prazo de empresas e governo em relação ao setor portuário e de infraestrutura.

 

COMMENTS