Governo de SP lança consulta pública para Linha 18 do Metrô

Valor total previsto para implantação da linha que ligará a capital ao ABC é R$ 3,5 bilhões; as obras devem começar em 2014

17º Passeio Ciclístico Dia do Chevrolet reúne cerca de três mil em São Caetano do Sul (SP)
Metra e 500 voluntários plantam mil árvores no corredor de trólebus que liga ABC a São Paulo
Obrigatoriedade do uso de extintor ABC será adiada por mais 30 dias

metro-leve-abc

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin lançou nesta quinta-feira (4/7) a consulta pública para o edital da Concessão Patrocinada para a Prestação dos Serviços Públicos de Transporte de Passageiros da Linha 18. Trajeto em monotrilho ligará as estações Tamanduateí, na zona leste de São Paulo, e Djalma Dutra, em São Bernardo do Campo, na região do ABC.

O valor total previsto para implantação da linha é R$ 3,5 bilhões e as obras devem começar no ano que vem.

“Trata-se de um fato histórico. O Metrô está saindo da cidade de São Paulo com destino ao ABC, ligando São Caetano, São André, São Bernardo e posteriormente Diadema. Com capacidade para 315 mil passageiros por dia, essa será uma linha integradora”, disse o governador, em pronunciamento no Palácio dos Bandeirantes.

A Parceria Público-Privada para essa linha prevê a implantação das obras civis e sistemas, aquisição dos trens, operação, conservação e manutenção.

O edital, contrato e demais anexos da consulta pública está disponibilizados gratuitamente na Internet, no site do governo de São Paulo, pelo período de 30 dias, para recebimento de sugestões de interessados.

A consulta pública visa abrir para a população as informações que envolvem o contrato para a obra, operação e manutenção da Linha 18 . Dessa forma, os cidadãos e empresas podem se manifestar sobre a minuta de edital. Após as sugestões, o Conselho Gestor de PPP tem o prazo de 30 dias para incorporar ou não as sugestões propostas.

A previsão da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos é de que o edital para a concessão da Linha 18 seja publicado em setembro e que o contrato seja assinado em dezembro de 2013.

Características da linha

Em uma primeira fase, a Linha 18 contará com 14,9 quilômetros de extensão operacional (de um total de 15,7 quilõmetros), atendendo os municípios de São Paulo, São Caetano, Santo André e São Bernardo do Campo.

Ao todo, serão 13 estações: Tamanduateí; Goiás; Espaço Cerâmica; Estrada das Lágrimas; Praça Regina Matiello; Instituto Mauá; Afonsina; Fundação Santo André; Winston Churchill; Senador Vergueiro; Baeta Neves; Paço Municipal (São Bernardo) e Djalma Dutra, onde fará integração com um novo corredor de ônibus que será construído pela Prefeitura de São Bernardo.

Estando a linha em pleno funcionamento, 26 trens irão atender à demanda diária estimada de cerca de 315 mil passageiros, permitindo uma ligação mais rápida entre os municípios do ABC e a rede metroferroviária de São Paulo. Também será construído um pátio de estacionamento, manobras e manutenção de trens, dois terminais de integração intermodal e um estacionamento para três trens ao longo da linha.

Além de a obra de monotrilho ter custos menores, sua construção é mais rápida do que a do metrô convencional. O sistema de monotrilho apresenta ainda menor impacto à paisagem urbana e de ruído.

COMMENTS