JSL instala complexo logístico próximo ao Porto de Suape (PE)

Transferência do Porto Seco Pernambuco permitirá a criação de um complexo logístico unindo as instalações ao Centro de Distribuição da Schio, centralizando as operações nas proximidades do Porto pernambucano. Mudança de local deve acontecer até o final de 2012

Trevo de Arujá, na Via Dutra (SP), é entregue ao tráfego nesta segunda-feira
ANTT estuda construção de ferrovia em Mato Grosso do Sul
Obras em 45 quilômetros da PE-635 poderão ser concluídas até dezembro

A operadora logística JSL irá transferir de endereço o Porto Seco Pernambuco, atualmente localizado em Recife para o município de Cabo de Santo Agostinho. As novas instalações possibilitarão a junção com o Centro de Distribuição da Schio, empresa do grupo JSL responsável pelo segmento de produtos de temperatura controlada e que possibilitará a formação de um complexo logístico próximo ao Porto de Suape.

A localização do terreno, no km 93,4 da BR 101 Sul s/n, encurta a distância até o Porto de Suape. No novo endereço, utilizando a BR 101, o trajeto é de 25 km, mas com a opção da Express Way chega a 15 km. Em recife, onde hoje está localizado o Porto Seco, a distância é de 50 km. O Porto de Suape é a origem de 98% das cargas em contêineres que o Porto Seco Pernambuco recebe.

Com a mudança de local, que deve acontecer até o final de 2012, o Porto Seco Pernambuco vai aumentar de tamanho, passando de 52 mil m2 para 140 mil m2 de área. A ampliação dará suporte à expansão das atividades. Só em 2011 o Porto Seco movimentou cerca de 407,7 mil toneladas de carga, 148% a mais que o ano anterior e faturou R$ 27,7 milhões, valor 68% superior a 2010.

“O Estado de Pernambuco está se desenvolvendo muito e a transferência de área do Porto Seco e sua consequente ampliação atende a demanda crescente por importados”, explica Vinícius Constantino, gerente geral do Porto Seco Pernambuco.

No novo espaço, a área de armazém alfandegado coberto terá 30 mil m2 e o pátio de contêineres 40 mil m2, aumento significativo com relação aos atuais 12 mil m2 e 23 mil m2, respectivamente. A câmara fria terá 16 mil m2 de área alfandegada ante os 770 m2 disponíveis hoje.

COMMENTS